- Anúncio -

Ceará – No último dia 4 de julho, a Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) alcançou a marca de 25 anos de operações aéreas. A Unidade une múltiplas habilidades em suas missões diárias. São 165 policiais civis e militares, bombeiros militares e o trabalho complementar de 20 profissionais de saúde, entre médicos e enfermeiros do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) do Ceará.

Criada a partir do Grupamento de Policiamento Aéreo (GPAer) da Polícia Militar do Ceará (PMCE), em 1995, a Unidade já nasceu multimissão, desempenhando funções de apoio às operações policiais, resgates, transportes aeromédicos, apoio às ações de defesa civil, transporte de órgãos e tecidos humanos para transplante, monitoramento ambiental, entre outras.

Em 2001, o GPAer passou a adotar o nome de Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) e uniu os serviços operacionais de policiais civis e bombeiros militares no planejamento e execução das missões.

Hoje, a Ciopaer é a maior unidade de aviação estadual do Norte/Nordeste, sendo considerada a maior operadora de aeronaves biturbina e homologadas para voo por instrumentos. Ela também é considerada uma das operadoras com serviço aeromédico público de excelência.

São quatro bases fixas, instaladas em Fortaleza, em Juazeiro do Norte, em Sobral e em Quixadá. A coordenadoria dispõe de dez aeronaves, sendo nove helicópteros (um EC130 B4, dois AS350B2 esquilo, três Airbus EC135 e três EC145) e um avião modelo Cessna 210.

Desde 2008, com uma escola de aviação própria, a Ciopaer já proporcionou a formação de cearenses, nordestinos e estudantes de vários cantos do Brasil. Ao todo, 51 profissionais do Ceará e de nove estados brasileiros (Alagoas, Amazonas, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Tocantins) foram formados na Unidade Aérea Pública (UAP) cearense.

Atualmente, há seis cursos na grade da escola: Piloto Privado de Helicóptero; Piloto Comercial de Helicóptero; Curso de Formação de Operador Aerotático; Curso Avançado de Operador Aerotático; Curso de Formação de Técnico em Apoio Solo; e Ground School (familiarização teórica) das aeronaves AS50, EC35 e EC45.

Aeromédico

Quatro aeronaves da Ciopaer dispõem de aparelhos modernos e possuem a capacidade de configuração para UTI aérea. São equipadas com incubadoras para transporte de recém-nascidos, ventilador pulmonar, bombas de infusão, monitor multiparamétrico, com a capacidade de fazer capnografia. Nos cinco primeiros meses de 2020, a tripulação do aeromédico foi acionada 61 vezes, ou seja, a cada dois dias e meio, o serviço é acionado.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários