- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Alemanha | Europa – A DRF Luftrettung está expandindo cursos de treinamento avançado para médicos de emergência, a fim de oferecer um atendimento ainda melhor ao paciente. A operadora de resgate aéreo utiliza helicópteros com guincho elétrico em suas Bases de Bautzen, Freiburg e Nuremberg e são acionados para resgatar pacientes em terrenos de difícil acesso junto a serviços de resgate de montanha.

Um novo conceito de treinamento possibilitará preparo diferenciado para médicos de emergência. Segundo a DRF, os médicos realizarão treinamento no Centro de Segurança e Treinamento (Zentrum für Sicherheit und Ausbildung – ZSA) da Fundação Bergwacht Bavarian Mountain Rescue, em Bad Tölz, Baviera. (Saiba mais sobre o ZSA)

O primeiro treinamento prático na ZSA aconteceu no dia 8 de fevereiro. 12 médicos de emergência das Bases de Bautzen, Freiburg e Nuremberg realizaram o curso. Nesse ano serão mais quatro datas de treinamento, padronizando as operações nas três Bases que usam guincho.

“Neste sistema de simulação de última geração, podemos treinar intensamente cenários especiais, independentemente do clima e da hora do dia. Ao fazer isso, estamos elevando ainda mais o nível de treinamento de nossos médicos e aumentando a qualidade do atendimento ao paciente”, explicou Sebastian Schneider, gerente de treinamento da DRF Luftrettung, que projeta e realiza os cursos para seus colegas.

Duas unidades de simulação de helicópteros estão disponíveis no ZSA, onde a DRF desenvolveu cenários de treinamentos individuais para seus médicos de emergência. O conteúdo didático inclui, entre outras coisas, o resgate de pacientes em locais de difícil acesso. Outro foco é lidar com pacientes que precisam de reanimação.

Se, por exemplo, uma pessoa sofreu um ataque cardíaco em um terreno acidentado, ela deve ser levantada enquanto a ressuscitação continua. O DRF Luftrettung pode treinar isso no ZSA usando seus recursos técnicos de ressuscitação cardiopulmonar.

Estudos de casos médicos são combinados com técnicas de resgate. (Fonte: DRF Luftrettung)

Sala de Clima em Montanha

Neve, gelo, baixas temperaturas: condições climáticas extremas costumam representar desafios específicos para os médicos no local. Na sala de clima, cenários em situações extremas podem ser treinados em temperaturas tão baixas quanto -20° C, nevoeiro, vento e chuva, onde casos médicos podem ser combinados com técnicas de resgate.

Os médicos de emergência devem tomar decisões conforme a situação, levando em consideração as altitudes e temperaturas na montanha, a fim de fornecer ao paciente o melhor cuidado possível, usando vários materiais para manter o calor.

Números da DRF

Em 2020, o grupo DRF, com sede em Filderstadt, realizou um total de 39.971 missões. Em 14 das 35 estações na Alemanha, Áustria e Liechtenstein, as tripulações estão prontas para a ação 24 horas por dia, e helicópteros com guinchos de resgate estão posicionados em oito locais.

Neve, gelo, baixas temperaturas: o atendimento ao paciente em condições climáticas extremas pode ser simulado na sala de clima da montanha. (Fonte: DRF Luftrettung)
- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários