A atuação conjunta do GRPAe/SP na Operação Redentor/RJ

Em 14 de Janeiro de 2011 o GRPAe/SP recebeu a determinação de apoiar a Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP, em operação aérea na região serrana do Estado do Rio de Janeiro (abrangendo os municípios de Teresópolis, Petrópolis, Itaipava, Nova Friburgo, Bom Jardim, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto), em razão das fortes chuvas que acometeram a região.

Tripulação do Águia 07 do GRPAe/SP

A primeira equipe foi enviada em 15 de Janeiro de 2011 e a aeronave destinada foi o Águia 07, com a equipe composta pelos seguintes Policiais Militares:
– Cap PM Freixo (Cmt Anv);
– 1° Ten PM Marcelo Ramos (Cmt Anv);
– 1° Ten PM Augusto (Cmt Op);
– 1° Sgt PM Pulce (Mec e Trip Op); e
– 3° Sgt PM Ricardo (Trip Op).

Logo pela manhã do dia 15 de Janeiro de 2011, a equipe se reuniu para preparação da missão, briefing, conferência de materiais. Feito os preparativos a equipe decolou, inicialmente com destino ao Aeroporto de Jacarepaguá, cidade do Rio de Janeiro, onde foi recepcionada pelo Cap BMERJ Carvalho, do Grupamento de Operações Aéreas do CBMERJ, que transmitiu as informações sobre a operação na Região Serrana do RJ.

Tripulação do Nacional 01 da FNSP

Em seguida a equipe decolou com destino à Teresópolis, pousando na Granja Comary. Neste local a equipe foi apresentada ao Ten Cel BMERJ Rammon Dias, piloto da Força Nacional e responsável pelas operações aéreas da SENASP.

Em 16 de Janeiro de 2011 as equipes do Águia 07 e da aeronave da Força Nacional – “Nacional 01” realizaram briefing com a coordenação do CBMERJ. O Águia 07 seguiu para o município de Sumidouro, onde realizou várias missões de Transporte de Bombeiros em áreas de risco para a realização de buscas a desaparecidos e transporte de mantimentos a famílias isoladas.

Após determinação do Comando da PMESP, uma segunda aeronave foi deslocada para a região Serrana do RJ, procedente de Ubatuba, onde realizava operação verão. A equipe, juntamente com o Águia 10, era composta pelos seguintes Policiais Militares:
– Maj PM Falconi (Cmt Anv);
– Cap PM Paes (Cmt Op);
– Cb PM Alexandre (Mecânico);
– Sd PM Andrey (Trip Op); e
– Sd PM Rocha (Abastecedor).

Reabastecimento do Águia 07 em Friburgo/RJ.

Além da aeronave, também foi deslocada para apoio em Teresópolis a Unidade de Abastecimento Autônoma – UAA com 4.600 litros de QAV. Com a chegada da UAA, foi possível implantar uma base para as aeronaves em apoio à SENASP. Anterior à chegada da UAA, os abastecimentos eram realizados em 3(três) principais pontos: Granja Comary – Teresópolis, Centro de Exposições – Itaipava e 11° BPM – Nova Friburgo.

O local escolhido foi o Campo de Futebol do Várzea F.C., onde funcionava um ponto de arrecadação de donativos e uma Base da Força Nacional.

Nesta Base, sob coordenação da Força Nacional, através do Maj BMRS Canto, operaram, além dos Águias 07 e 10, as aeronaves da Força Nacional (Nacional 01- AS350), do Grupamento Aéreo do Paraná (Falcão 03 – EC130), do IBAMA (IBAMA01 – Bell 206) e do Grupo Tático Aéreo do Maranhão (Águia 01 – EC145).

Tripulações das aeronaves mobilizadas pela Força Nacional de Segurança Pública

Os Águias 07 e 10 realizaram diversas missões, destacando-se o Resgate e retirada de pessoas de áreas risco, Infiltração e Extração de Bombeiros do RJ e da Força Nacional em áreas isoladas, retirada de cadáveres de áreas isoladas, entrega de Gêneros alimentícios, higiene, água potável, medicamentos e vacinas a pessoas em áreas isoladas e a Condução de equipe médica a locais inacessíveis via terrestre.

A partir do dia 19 de Janeiro de 2011, a equipe médica do Grupo de Resgate e Atendimento à Urgência – GRAU, da Secretaria de Saúde de São Paulo, passou a integrar a base de operações da Força Nacional, onde médicos e enfermeiras atuaram embarcados nas aeronaves de Segurança Pública, nas diversas missões de apoio humanitário e de atendimento médico nas localidades isoladas.

Com várias aeronaves evoluindo em um espaço aéreo reduzido, foram instaladas 3 Rádios (Serviço de Informação de Voo de Aeródromo – AFIS), com sede na Granja Comary- Teresópolis, Centro de Exposições-Itaipava e Campo do Friburguense – Nova Friburgo. Cada Rádio operou com uma freqüência específica, além da freqüência de coordenação como alternativa.

As solicitações para missões chegavam ao coordenador da Força Nacional, Maj BMRS Canto através do coordenador do CBMERJ. Diariamente eram realizados briefings com as equipes aéreas e debriefings ao término das atividades do dia, onde eram analisadas as operações do ponto de vista operacional e de segurança de voo.

Equipe do Águia 10, Maj Gaspar, Cap Cancian e Cb Carlos Eduardo entregando mantimentos.

No dia 20 de Janeiro de 2011, uma equipe vinda de São Paulo com o avião King Air do GRPAe, realizou a substituição de alguns Policiais Militares. A troca de equipe foi realizada no Aeródromo de Jacarepaguá. Foram integrados na operação os seguintes policiais militares:
– Maj PM Gaspar (Cmt Anv);
– Cap PM Cancian (Cmt Op);
– 1° Sgt PM Mendes (Mecânico);
– Cb PM Carlos Eduardo (Trip Op); e
– Cb PM Afonso (Trip Op).

No dia 21 de Janeiro de 2011, com a melhora das condições climáticas e o restabelecimento dos principais acessos terrestres, a SENASP decidiu desmobilizar gradualmente o apoio aéreo, decidindo-se retornar a São Paulo o Águia 07 no dia 22 de Janeiro de 2011 e o Águia 10 no dia 23 de Janeiro de 2011.

Durante o período de 15 a 23 de Janeiro de 2011 foram realizadas várias missões pelo GRPAe/SP, totalizando 156 missões e 82 horas de voo.

Missões realizadas:

37 transportes de Bombeiros, equipes Médica e assistentes Sociais;
24 apoios aeromédicos;
01 resgate aeromédico;
28 transportes de alimentos, medicamentos, materiais de higiene, cobertores (Aproximadamente 6.600kg de mantimentos foram transportados pelos helicópteros de São Paulo);
–  5 transportes de Cadáveres;
–  2 transportes de Instrumentos / Ferramentas;
17 voos de reconhecimento, buscas e identificação de locais;
37 traslados, abastecimentos, briefing e outros;
5 restabelecimentos da telefonia em Conquista, Campo Coelho e Córrego Dantas – Transporte de Carga Externa de 440kg (gerador e tanque de combustível);

As equipes que apoiaram o Rio de Janeiro na Operação Redentor – Uma missão de todos para todos:


Fonte: Piloto Policial.


2 COMENTÁRIOS

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

13 − sete =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários