Alunos do curso de tripulante realizam travessia Petrópolis–Teresópolis do Parque Nacional da Serra dos Órgãos

Rio de Janeiro – O Curso de Tripulante Operacional do Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro realizou nos dias 10 e 11 de Junho a travessia Petrópolis–Teresópolis do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, na região serrana do estado. Revestida de muita tradição no âmbito do montanhismo, o trajeto é um dos mais antigos do país e protege uma das mais belas e importantes áreas da mata Atlântica do Brasil.

petro-tere_CTO1

Partindo da sede localizado no distrito de Corrêas, município de Petrópolis, a etapa inicial da missão consistia em trilhar os primeiros 8 (oito) quilômetros de caminhada até o ponto conhecido como “Castelos do Açu”, local planejado para abrigo e pernoite dos instrutores e alunos.

Esta primeira parte da travessia, tem como peculiaridade longos trechos íngremes, demandando altas razões de subida, através de uma diferença de 1200 metros entre as cotas da sede do Parque e as pedras do Açu.

A partir do Açu, em todo momento era colocado em prova a capacidade de orientação e navegação do grupo, já que grande parte do trecho não há demarcação do trajeto, face ao solo composto por lajes rochosas.

petro-tere_CTO2

Após a passagem pela pedra do Sino, ponto culminante da travessia (2275 m), a trilha apresenta aspecto bem demarcado e de fácil progressão até o ponto final do percurso, na cidade de Teresópolis.

Com aproximadamente 30 (trinta) quilômetros de extensão, a marcha exigiu muita demanda do condicionamento físico por parte dos novos pilotos do Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro durante os dois dias de caminhada.

A elevada variação de altimetria, através de trechos íngremes de subidas e descidas, baixas temperaturas e o pesado fardo do material, fazem do percurso um grande desafio a ser enfrentado.

petro-tere_CTO3

“O principal objetivo da marcha consistiu na avaliação do condicionamento físico, técnico e emocional dos 11 (onze) oficiais alunos do CTO I/2015, submetendo-os a condições adversas e com intuito de prepará-los para a etapa final do curso onde os mesmos realizarão instruções práticas de sobrevivência” – disse o Ten Cel BM Roget, Comandante do Grupamento de Operações Aéreas.

petro-tere_CTO4

1 COMENTÁRIO

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

dezessete − 9 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários