A atuação da aviação de asa fixa do Estado do Paraná no transporte de órgãos

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Rherbert Gorges de Almeida
Cadete Bombeiro Militar – Paraná

Monografia apresentada pelo Cadete Rherbert Gorges de Almeida como requisito parcial à conclusão do Curso de Formação de Oficiais Bombeiro Militar realizada sob orientação do 1º Ten QOPM Mateus Julio Sensolo da Casa Militar do Paraná.

transplantepr

A monografia estudou a atuação das aeronaves de asa fixa da Seção de Transporte Aéreo da Casa Militar no transporte de órgãos. Foram avaliados dados estatísticos de doações que informam o desempenho do Paraná no cenário nacional, bem como informações fornecidas pelo setor de Controle Técnico de Manutenção da Casa Militar sobre a duração média de uma operação de transporte de órgão vital para as aeronaves do Estado, Sêneca e Grand Caravan, bem como para o King Air C-90 e Phenom 100.

Além disso foram realizadas entrevistas com o Secretário Estadual de Saúde e com coordenadora do Sistema Estadual de Transplantes do Paraná. Segundo o estudo as aeronaves utilizadas atualmente são capazes de suprir a demanda atual desde que os órgãos transportados não possuam um baixo tempo de isquemia e não extrapolem distâncias informadas, por conta da inexistência de licitações de abastecimento fora do Estado e de limitações de caráter operacional e climatológico.

No entanto, frente ao gradativo crescimento de doações de órgãos justificada pela eficiência de políticas públicas, publicidade e conscientização da população, essa demanda pode vir a ser excessiva no futuro e o serviço prestado, insuficiente.

Por conta disso, os recursos e efetivo disponibilizados devem ser constantemente reforçados e reconhecidos e sugere que todos os envolvidos no processo de transporte de órgãos não se deixem ofuscar pelas boas estatísticas apresentadas, mas sim que se mantenham preparados para um possível crescimento exponencial na demanda de operações, evitando, assim, recusas de transporte por indisponibilidade de aeronave, por regiões do país inacessíveis ou por baixa velocidade de voo da frota aérea.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários

comentários