Minas Gerais – No dia 20 de novembro o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) celebrou 14 anos da criação do Batalhão de Operações Aéreas (BOA), que empenha homens e mulheres nas missões de resgate e salvamento no vasto território mineiro.

O Batalhão de Operações Aéreas foi criado através do decreto 44.411, de 20 novembro de 2006, iniciou suas operações em novembro de 2007. Ao final da primeira ocorrência, o diário de bordo foi preenchido com os seguintes dizeres:

“11 horas e 20 minutos da manhã, 15 de novembro de 2007, sob as bênçãos de todos os anjos, hoje foi realizado o primeiro serviço operacional deste grupamento e desta aeronave. Que Deus nos ilumine sempre!”

Este foi o relato da tripulação formada pelo então Tenente-Coronel Aurélio, Capitão Passos, 2°Sargento Cardoso e o 3°Sargento Vanderson.

Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros celebra 14 anos nos ares de Minas Gerais

Atualmente, o Batalhão de Operações Aéreas conta em sua frota com 5 helicópteros e 1 avião, os quais são ferramentas que ampliam a capacidade do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais no atendimento à população.

Hoje, o Batalhão de Operações Aéreas comemora a marca de 14.203 horas voadas, nas quais 5.223 pessoas foram atendidas. Em 2020, com 4 bases aéreas, o BOA atendeu 1.141 pessoas em 379 cidades diferentes, dos 853 municípios mineiros.

Os atendimentos são feitos nos momentos de urgência e emergência, como em acidentes de trânsito, incêndios, salvamentos aquáticos, em altura, além da atuação em enchentes, chuvas, desastres naturais e acidentes com grande movimentação de terra, a exemplo dos recentes rompimentos das barragens de Mariana (2015) e Brumadinho (2019).

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

três + 18 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários