- Anúncio -

Minas Gerais – Militares do Batalhão de Operações Aéreas (BOA) do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) e de Santa Catarina (CBMSC) ministraram o primeiro Curso de Operações com Aeronave Remotamente Pilotada para bombeiros do Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBMGO).

O curso de RPA (Aeronave Remotamente Pilotada), como é conhecido o drone, teve início na segunda-feira (13), e terminou na sexta-feira (17), em Goiás. As instruções contaram com a participação de bombeiros de Minas Gerais e de Santa Catarina.

Alunos do CBMGO e de outros estados como Ceará, Amapá e Brasília, além de funcionários da Secretaria do Meio Ambiente de Goiás estão sendo treinados para pilotar os RPAs. O emprego de drones nas operações de bombeiros já é uma realidade para a maioria dos Estados. Sua versatilidade promete aumentar a eficiência e segurança, permitindo que as equipes fiquem menos expostas e enxerguem por ângulos privilegiados o teatro de operações, o que refletirá diretamente em tomadas de decisões acertivas.

O 2°Sargento Felipe de Carvalho Almeida, do CBMMG, destaca a importância dos RPAs nas operações de bombeiro em conjunto com aeronaves. “O uso dos RPAs é importante por complementar o empenho das aeronaves. Há uma soma nas ações. Por exemplo, enquanto a aeronave é empenhada para realizar buscas em um terreno, os drones realizam a busca em outro setor. Os equipamentos são utilizados para monitorar e avaliar áreas de risco, realizar medições de terreno, ajudar os bombeiros a identificar e percorrer áreas de difícil acesso via terrestre, além de reduzir o uso das aeronaves, trazendo economia e eficiência aos trabalhos.”

“É importante salientar que deve haver sinergia e comunicação entre pilotos de RPAs e de aeronaves para minimizar os riscos quando eles são empregados em conjunto, já que não devem trabalhar na mesma área”, complementou.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários