BRPAe de Piracicaba treina resgate em lagoa com bombeiros

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Início da tarde de 05/07, tudo calmo na região do bairro Santa Rita, até que um afogamento na lagoa chamou a atenção da comunidade.

No local chegaram 10 homens do Corpo de Bombeiros, transportados pelo helicóptero Águia, que tinha como piloto o tenente Rubens. Apesar da “gravidade” da ocorrência, tudo não passou de treinamento para guarda-vidas do Corpo de Bombeiros.

Eles estão sendo capacitados pela Base de Radiopatrulha Aérea local, para embarcarem na aeronave em caso de acidentes graves distantes ou em locais de difícil acesso, além de salvamentos em enchentes e ribeirões.

As equipes que saltaram do helicóptero para salvar a vítima de afogamento, a qual era representada por um bombeiro, utilizaram todos os equipamentos próprios, inclusive boias. O salto era sempre feito em dupla, que saía simultaneamente pelas duas portas da aeronave.

Os primeiros a saltarem na lagoa foram os tenentes Marta e Baroni. A profundidade do meio da lagoa, onde eles mergulharam, era de cinco metros. De acordo com o tenente Alexandre Garcia, comandante dos postos de Bombeiros de Piracicaba, em dias de cheia ela deve chegar a sete metros de profundidade.

Todo o trabalho foi acompanhado por crianças moradoras do bairro, atraídas pelo ruído da aeronave. Para desembarcar os socorristas, o Águia foi posicionado a dois metros da água, altura considerada ideal para desembarque de socorristas. Segundo apurou  a Gazeta, dependendo do piloto e das condições do tempo, o helicóptero pode manter uma distância maior da água.

Garcia destacou que foi um trabalho muito positivo. Na água, outra equipe acompanhou tudo de dentro de um bote inflável. É o que chamam de equipe de suporte, que garante a segurança dos guarda-vidas. “Temos buscado experiências boas para atender nossas necessidades. Primeiro os bombeiros foram capacitados a embarcar no helicóptero, munidos de todos os equipamentos para atendimento à vítimas de acidentes  graves em locais difícil de chegar  logo com as viaturas por terra”, declarou.

“Outra realidade de Piracicaba são as enchentes e para isso também estamos sendo preparados”, acrescentou. Hoje e amanhã outros bombeiros receberão o mesmo treinamento.

PADRÃO

O soldado Bortolozo, da Base Aérea, e que foi um dos instrutores de embarque na aeronave em caso de acidentes, disse que o desempenho dos bombeiros está sendo muito bom. “Com a vinda do Águia para o Interior, fica mais fácil realizar este tipo de treinamento”.

Ele fez parte da tripulação de ontem, com o tenente Rasera, cabo Vinícius e sargento Marcos. Os bombeiros são comandados pelo tenente-coronel Rubens Delsin, que chefia o 16º Grupamento, e os homens do Águia são chefiados pelo capitão  Gaspar, comandante-interino da Base de Radiopatrulha Aérea, e subordinados ao CPI-9, cujo comandante é o coronel Hélio Verza Filho.


Fonte: Gazeta de Piracicaba, por Ana Cristina Andrade.

Fotos: Antonio Trivelin.


- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários