Centro Sul e Sudoeste do Paraná passam a contar com serviço de resgate aéreo

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Paraná – A população de Guarapuava, União da Vitória, Irati, Pato Branco e Francisco Beltrão, e a de municípios próximos a estas cidades, do Centro-Sul do Estado, passam a contar com reforço nas áreas de segurança pública e de atendimento às pessoas em situações de urgência e emergência. Nesta quinta-feira (26), o governador Beto Richa instalou, em Guarapuava, mais uma base descentralizada do Grupamento Aeropolicial e Resgate Aéreo (Graer).

“A instalação deste serviço é mais um grande avanço no atendimento à população da região”, afirmou o governador Beto Richa. “É mais uma expansão deste serviço estratégico, que foi um compromisso que assumi com a população paranaense e que hoje é uma realidade no Estado e está salvando muitas vidas”, ressaltou Richa.

????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

A base de Guarapuava, que é a terceira do Graer no Estado, irá atender cidades em um raio de 100 quilômetros, somando 1,2 milhão de habitantes. Um helicóptero Bell Jet Ranger ficará à disposição em Guarapuava, operando com um piloto, um co-piloto e dois tripulantes operacionais.

A aeronave atuará em transporte de pessoas em situação de urgência e emergência médica, transporte de órgãos para transplante, em situações de calamidade e também no apoio a operações policiais.

MAIS DE MIL VIDAS – O Graer conta com 41 homens e uma frota de seis aeronaves (quatro helicópteros e dois aviões) e tem bases em Curitiba, em Londrina e, agora, em Guarapuava. Além disso, um helicóptero fica baseado em Cascavel para atendimento da região na área de urgência e emergência.

De 2011 para cá, as aeronaves já auxiliaram no salvamento de mais de 1.000 vidas no Paraná, vítimas de desastres naturais, acidentes automobilísticos e domésticos. “Só a base de Londrina fez 300 salvamentos em um ano. Isso é praticamente uma vida salva por dia”, disse Richa.

Ele ressaltou que o transporte aéreo é um dos principais fatores que fizeram o estado avançar do 10º para a 3ª posição no ranking de transplantes em todo o território nacional, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

“As equipes do Graer tiveram atuação fundamental no atendimento às vítimas das enchentes que assolaram o Paraná nos últimos dias”, afirmou o governador. Os helicópteros do Graer atuaram com apoio às equipes em terra, em transporte de pessoas que precisaram de atendimento médico de urgância e no transporte de alimentos e agasalhos para as famílias desabrigadas.

RESPEITO – O prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Filho, ressaltou a importância da medida para o município e região. “Dá muito mais segurança e tranquilidade poder contar com este suporte para um atendimento rápido e ágil à população, principalmente para Guarapuava, que está em entroncamento rodoviário, com frequência de acidentes”, disse ele.

“Temos sido muito bem atendidos e respeitados pelo governo estadual e essa base do Graer é mais uma demonstração clara dessa atenção. O estado nos faz justiça, porque ficamos abandonados gestões anteriores”, afirmou Silvestri Filho.

????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

BASES – Os socorros prestados pelo Graer são realizados em parceria com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e com o Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate).

O comandante-geral da Polícia Militar do Paraná, coronel Cesar Vinícius Kogut, afirmou que nas bases de Curitiba e Londrina já foram atendidas centenas de ocorrências, todas bem resolvidas, com muitos resultados benéficos à comunidade. “Para Polícia Militar é motivo de alegria, porque crescemos cada vez mais, nos organizamos para atender melhor a população”, disse ele.

O tenente-coronel Orlando Artur da Costa afirmou que com as bases de Curitiba, Londrina e Guarapuava, e mais a aeronave da Secretaria da Saúde baseada em Cascavel, o Estado garante o atendimento ágil e eficiente em todo o Estado.

Na área da segurança pública, explica o tenente-coronel, estudos comprovam que uma aeronave no ar tem uma visão de um raio equivalente a 35 viaturas no solo. “O helicóptero também inibe a ação da pessoa que pratica o delito ou o crime”, afirma ele.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade de instalação da base do Graer em Guarapuava o secretário chefe da Casa Civil, Cezar Silvestri; o chefe da Casa Militar e Coordenador Estadual da Defesa Civil, Coronel Adilson Castilho; o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, João Carlos Ortega, e os deputados estaduais Alexandre Curi, Bernardo Ribas Carli e Ademar Traiano.

Confira as fotos:

Fonte: Agência de Notícias do Paraná.

- Anúncio -

1 COMENTÁRIO

  1. Devemos verdadeiramente cumprimentar todos os envolvidos em mais está conquista, no entanto é necessário questionar algumas informações desta matéria: onde vai o co-piloto se a maca é longitudinal? Como uma vítima será embarcada, caso já esteja mobilizada em outra maca (especialmente se for rígida)? Que tipo de assistência a equipe médica pode prover à vítima, durante o voo, se considerar que a maca está em desnível, o que induz acreditar que a cabeça da vítima ficará ao lado do piloto? Já atuei em centenas de resgates aeromédicos e creio que o modelo precisa ser repensado. É importantíssimo receber equipamentos, mas é mais importante que eles realmente cumpram a sua finalidade, aqui indicado como destinada ao resgate e não “somente” transporte aeromédico. Como a palavra os operadores de Bell Jet Ranger em operações de resgate aeromédico.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários