CIOPAer/CE apoia bombeiros no combate a incêndio na serra de Maranguape

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Ceará – O Corpo de Bombeiros foi acionado, no início da tarde do dia 18/10, para conter diversos focos de incêndios na serra do município de Maranguape, localizado a 30 Km da Capital. Cerca de 15 homens trabalharam para conseguir debelar as chamas, o que aconteceu no fim da tarde.

cearabumbyO fogo teve início às 13h, de acordo com os bombeiros, próximo ao Hospital Argeu Braga Herbster, conhecido como Gonzaguinha. Devido à dificuldade em chegar ao logo dos focos, o helicóptero Fênix da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) foi acionado. O helicóptero utilizava uma bolsa aérea para pegar água do açude Vavaú, que ficava próximo ao local da queimada, e jogar sobre as chamas.

Segundo o Corpo de Bombeiros, as chamas foram debeladas no fim da tarde de ontem após várias horas de trabalhos dos 15 homens. Além do helicóptero Fênix da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas, também fizeram parte dos trabalhos quatro viaturas.

Esse tipo de incêndio sempre acontece naquela área, principalmente nessa época do ano, informaram os bombeiros. Na maioria das vezes o fogo é iniciado por moradores do local que têm o objetivo de realizar queimadas. Devido aos fortes ventos que atingem aquele município, o fogo acaba sendo levado para outras locais.

O local mais movimentado era o Açude Vavaú. O helicóptero tinha que ficar muito próximo da água para conseguir encher a bolsa aérea de água. Carros e motos tinham dificuldade de trafegar pelo local devido ao grande número de curiosos.

População

“Ver um helicóptero tão de perto é muito difícil. Ainda mais em ação como agora. Por isso, fiz questão de documentar tudo para depois colocar na internet”, comentou a dona de casa, Maria da Conceição. Ela foi ao local acompanhada por filhos e uma prima. “Mesmo estando longe, a gente fica com medo de que o fogo chegue em nossas casas”, acrescentou.

A dona de casa acredita que a queimada aconteceu devido ao clima dessa época do ano, quando são registradas poucas chuvas. “A população já sofre com a falta de chuva até no inverno. Agora é que o problema é muito maior”, disse Maria.

O estudante Denis da Silva sempre teve a curiosidade em saber como os incêndios são apagados. Por isso, ele resolveu ir ao local. “Não sabia como funcionava o trabalho deles. Achei tudo muito interessante, principalmente por causa do perigo”, relatou.

Para ele, o fogo pode ter sido causado pelo clima seco e o forte calor ou por algum morador daquele local que realizou algum tipo de queimada. “O fogo pode acabar saindo de controle e atingir várias áreas”, frisou.

O trabalho dos bombeiros e do helicóptero Fênix chamou a atenção de muitas pessoas que vivem próximo ao Hospital Gonzaguinha. Muitas aproveitaram para tirar fotos e fazer vídeos com os seus celulares.

Fonte: Diário do Nordeste.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários