Ciopaer/MT realiza treinamento para aprimorar técnicas de tiro embarcado e desembarcado

Para melhorar os atendimentos e a eficiência técnica das equipes de tripulantes operacional, o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer/MT) da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Mato Grosso (Sesp/MT), realizou neste sábado (24), o treinamento de 46 policiais em Tiro Embarcado e Desembarcado.

Segundo o coordenador do Ciopaer, tenente-coronel PM Airton Benedito de Siqueira Júnior, o curso tem objetivo de aprimorar as técnicas de tiro para dar suporte aéreo as equipes terrestres em situações críticas, como por exemplo, assalto a bancos na modalidade novo cangaço, que vem ocorrendo em Mato Grosso.

O treinamento abrangeu tiros em posições não convencionais a bordo da aeronave utilizando fuzil automático 762. O curso começou às 8 horas e finalizou ao meio-dia no Estande de Tiros da Polícia Rodoviária Federal, localizado no Km 13, na estrada de acesso ao município de Chapada dos Guimarães.

CIOPAER/MT

O Centro Integrado de Operações Aéreas foi criado pelo decreto Estadual nº 8.304, de 17 de novembro de 2006, para modernizar as atividades operacionais da segurança pública que utilizam meios aéreos em todo o Estado de Mato Grosso.

A criação deu-se devido à necessidade de centralizar e racionalizar, em um único órgão, o controle, a operação e a manutenção das aeronaves de asas fixas e rotativas, empenhadas em atividade policial, patrulhamento ambiental, socorro público e defesa civil, tornando as atividades desempenhadas pelos profissionais da segurança pública mais dinâmica e compatível.

O trabalho do Ciopaer é desenvolvido por uma equipe composta por profissionais das polícias Militar e Civil e Corpo de Bombeiros, que realizam desde atendimento de ocorrências de combate à incêndios, assaltos à banco, além do patrulhamento preventivo.

Fonte: SESP/MT

1 COMENTÁRIO

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

três + 10 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários