- Anúncio -

Rondônia – Com o retorno da aeronave Falcão 02, o Núcleo de Operações Aéreas (NOA) foi reativado na quarta-feira (7). A solenidade, que ocorreu no hangar localizado na Zona Leste de Porto Velho, foi marcada pelo primeiro voo que reiniciou o apoio às operações de segurança pública do Estado de Rondônia.

Recriado pela portaria n° 94, de 11 de março de 2019, vinculada à Gerência de Integração de Segurança e Fronteira, o NOA, inaugurado em 1° de novembro de 2018, tem a finalidade de gerir as ações de aviação de segurança pública em todo o Estado, no âmbito da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), de acordo com as normas da Agência Nacional de Aviação Civil.

Após seis meses desativado, o Núcleo foi retomado com a viabilização de R$ 1.321.920 milhão, possibilitando a locação da aeronave Falcão 02 até dezembro de 2019, com capacidade para resgatar e/ou socorrer um enfermo, bem como localizar um fugitivo.

Com o retorno da aeronave falcão 02, o Núcleo de Operações Aéreas (NOA) é reativado em Porto Velho, RO. Foto: Frank Néry e Daniel Garcia.

Com as atividades retomadas, as instituições que compõem a segurança pública de Rondônia, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Técnico-Científica, são fortalecidas para atuar no combate à criminalidade e salvar vidas.

Em 2018, o NOA registrou 23 ocorrências de roubo, seis reintegrações de posse, apoio em uma rebelião e 13 ações de resgate, sendo 73 pessoas presas, 13 motos e nove carros recuperados, 20 armas apreendidas e cinco pessoas salvas.

Na reativação, o delegado de Polícia Civil, Evanilson Calixto Ferreira, foi nomeado chefe do NOA. Segundo Calixto, uma aeronave de porte menor, modelo Schweizer, está prevista para compor o NOA em aproximadamente 40 dias, e será usada como plataforma de observação, para patrulhamento e acompanhamento. Complementando o trabalho da equipe, que é formada por um efetivo de quatro pilotos, 10 tripulantes operacionais e demais servidores que atuarão em serviços de monitoramento na base do NOA.

Projeto Voar

O Projeto Voar atende à comunidade da Zona Leste na capital, com aulas de artes marciais, natação e futebol de campo. Segundo a suplente do projeto, sargento Bombeiro Militar, Natalie Pinheiro, a parceria junto ao Tribunal Regional do Trabalho, desenvolve atividades com crianças e adolescentes de 9 a 15 anos no Núcleo de Operações Aéreas. Com edital em aberto, o projeto está sendo divulgado nas escolas do entorno do NOA e as inscrições estarão abertas 16 a 28 de agosto, para participação dos alunos.

Com o retorno da aeronave falcão 02, o Núcleo de Operações Aéreas (NOA) é reativado em Porto Velho, RO. Foto: Frank Néry e Daniel Garcia.
- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários