- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Santa Catarina – O Serviço de Atendimento e Resgate Aeromédico do Sul (Sarasul) apresentou os uniformes de atuação na tarde de quinta-feira (24), em evento realizado na Unesc, apoiadora da iniciativa. Os equipamentos foram demonstrados à comissão de implantação do Serviço Aeromédico, representando um importante passo para a concretização do projeto em Criciúma e região.

São quase dois anos de trabalhos para dar vida ao Sarasul, que viabilizará socorro em atendimentos primários de saúde para mais de um milhão de pessoas nas regiões da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (Amesc) e Associação Municípios Região de Laguna (Amurel).

Com uniformes prontos, serviço aeromédico SARASUL esta próximo de ser implantado no sul catarinense.

“O objetivo é trazer para dentro da aeronave do Serviço Aeropolicial (Saer) uma equipe aeromédica, com um médico e um enfermeiro. A disponibilidade deste Serviço garantirá uma prestação de socorro de forma imediata em ambientes hostis e distantes”, explicou o integrante da comissão, médico Alexandre Ribeiro da Costa.

O médico também chama atenção para a faixa litorânea do Sul do estado, que recebe milhões de pessoas no verão. “Podemos atingir qualquer faixa litorânea na casa dos dez minutos. Isso seria de imenso valor para alguém afogado, ou até em outras situações como um ataque cardíaco ou AVC (Acidente Vascular Cerebral). São minutos que ganhamos e que possibilitam salvar vidas e minimizar consequências para o paciente”, enfatizou.

A divisão de atuação da aeronave para fins médicos e policiais, conforme o delegado do Saer, Gilberto Mondini, não trará perda significativa no tempo de resposta dos serviços, com ganhos em questões de custo benefício, integração de atuação das equipes e valorização da instituição Saer.

“É um grande ganho para nossa população. O Serviço Aeropolicial já atua nestes moldes no Oeste do estado, em Chapecó, há quatro anos. Os resultados são fantásticos. São serviços que se complementam, que podem trabalhar em total harmonia e que podem atuar de forma integrada”, destacou.

Para a implantação do Sarasul foram realizadas visitas técnicas, entre elas em Chapecó, reuniões de trabalho e pesquisas nos diversos seguimentos que envolvem o projeto.

Com uniformes prontos, serviço aeromédico SARASUL esta próximo de ser implantado no sul catarinense.

Unesc ofertará especialização para profissionais do Saer Sul

No futuro, segundo a coordenadora do Centro Especializado em Reabilitação (CER) e das Clínicas Integradas da Unesc, Mágada Tessmann, uma pós-graduação será ofertada pela Universidade, entregando profissionais de excelência para atuar na aeronave e também em situações de alta complexidade.

“Ter um atendimento em tempo hábil pode ser muito mais valoroso do que manter serviços de reabilitação. Até o momento a Unesc atuou com sua expertise científica nas mais diversas etapas de implantação deste projeto. Em um segundo momento, a partir de 2021, uma pós-graduação será desenvolvida tendo como foco preparar profissionais para o atendimento especializado”, explicou.

Etapas finais de implantação

Em agosto o projeto do Sarasul foi aprovado por unanimidade Câmara de Vereadores de Criciúma. O ato autorizou o Executivo a celebrar o Acordo de Cooperação Técnica com a Polícia Civil e com o Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Amrec (CIM-Amrec) para a implantação do Serviço no Município de Criciúma.

“Este sonho está começando a tomar forma. É um importante passo. Logo a burocracia será vencida e este Serviços vai estar a disposição de toda nossa região”, Destacou Hélio Cesa, prefeito de Siderópolis e presidente do CIM-Amrec.

O acordo tem por objeto viabilizar a prestação de serviços para a Mesorregião Sul Catarinense, oferecendo atendimento pré-hospitalar em ocorrências de maior gravidade, e em ações relacionadas ao resgate em atendimento pré-hospitalar e transferências inter-hospitalares.

Depois de implantado, o aeromédico vai atender ocorrências registradas dos municípios de Passo de Torres a Imbituba. O Saer da Polícia Civil chegou ao Sul Catarinense em novembro de 2016 para atuar em questões plenas de segurança e situações emergenciais de saúde. Agora, o objetivo da proposta é que a aeronave contribua de forma mais direta em questões de atendimentos primários.

A iniciativa tem o engajamento da Unesc, Câmara de Vereadores de Criciúma, Prefeitura de Criciúma, Secretaria de Saúde de Criciúma, Amrec, Amesc, Amurel, Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Samu, Saer, Ministério Público, Defesa Civil, Cruz Vermelha, Instituto Geral de Perícias (IGP), Polícias Federal e Civil, Corpo de Bombeiros e Equipe Multi-Institucional.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários