Conheça o novo EC145 do BOA/MG

O secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, José Geraldo de Oliveira Prado, e o chefe do Estado-Maior e subcomandante do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, coronel Ezequiel Silva, participaram, nesta quinta-feira (29/05), no Batalhão de Operações Aéreas (Aeroporto da Pampulha), da cerimônia de entrega do primeiro helicóptero biturbina dos seis que serão adquiridos pelo Governo de Minas para o atendimento aeromédico no Estado. O equipamento é o primeiro do país deste modelo e com esta configuração, preparado para atendimento aeromédico, segundo a Helibrás.

helicoptero-para-atendimento-aeromedico-foi-apresentado-nesta-quinta-feira-em-belo-horizonte_3

O helicóptero será utilizado na Copa do Mundo para o transporte de pacientes mais graves até os hospitais de referência. Depois do Mundial, o veículo será integrado ao serviço aeromédico criado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) e pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, que ficará responsável por sua operacionalização.

Na aquisição da aeronave, modelo EC 145, foram investidos cerca de R$ 35 milhões. Na ocasião foi entregue também a Unidade Móvel de Regulação que irá fazer a comunicação entre o local do acidente (evento com múltiplas vítimas), hospitais, centrais operativas do Serviço Médico de Urgência (SAM) e outros serviços de urgência e emergência. As unidades irão integrar as Redes de Urgência e Emergência do Estado de Minas Gerais.

O secretário de Saúde, José Geraldo Prado, destacou a importância dos investimentos do Governo de Minas no equipamento. “Essa é uma conquista muito importante para os cidadãos mineiros, é uma mudança no nosso padrão de atendimento. Com a aquisição desse helicóptero e da Unidade Móvel de Regulação, juntamente com a parceria com o Corpo de Bombeiros Militar, Minas dá um salto à frente na prestação de atendimento à saúde dos mineiros. O EC 145 é o primeiro helicóptero com essa composição no Brasil e, com isso, nosso Estado passa a ter um equipamento capaz de fazer a diferença no salvamento de vidas e no enfrentamento de situações de emergência, explicou”.

Segundo o coordenador estadual de Urgência e Emergência, Rasível Reis, depois do Mundial, a aeronave será integrada ao serviço aeromédico criado pela SES-MG e pelo Corpo de Bombeiros. “Essa unidade representa todo o trabalho que está sendo desenvolvido pelo Governo de Minas ao longo desses anos. Serão 12 Redes de Urgência e Emergência no Estado e o desenho de todos os SAMU de Minas Gerais já está sendo finalizado. Ao todo, serão 360 Unidades de Suporte Básico (USB) e 87 Unidades de Suporte Avançado (USA) para cobrir os 20 milhões de habitantes e os 853 municípios e seus distritos. Com esse componente aeromédico, será possível atender os cidadãos mineiros em locais onde antes existiam vazios assistenciais”, observou.

“O nosso foco é no atendimento do cidadão mineiro. Com esses avanços, Minas ganha visibilidade internacional. E mais do que isso, a população do Estado terá a sua disposição, seja na saúde, na segurança, na mobilidade urbana ou no seu dia-a-dia, as conquistas nestas áreas que vão  além da Copa do Mundo”, finalizou o secretário de Estado de Turismo e Esportes, Tiago Lacerda.

helicoptero-para-atendimento-aeromedico-foi-apresentado-nesta-quinta-feira-em-belo-horizonte_2

Parceria na operacionalização do EC-145

Segundo o chefe do Estado-Maior do Corpo de Bombeiros, coronel Ezequiel Silva, o helicóptero será tripulado por Bombeiros do Batalhão de Operações Aéreas e por uma equipe médica do SAMU, que permanece de plantão no hangar para agilizar os atendimentos. “A aeronave reforçará as atividades de resgate do Corpo de Bombeiros no Estado. Para operar o EC-145, os pilotos passaram por várias capacitações. Na semana passada, os pilotos foram treinados com padrão internacional nos Estados Unidos. A aeronave irá compor a frota ao lado dos dois helicópteros Arcanjo que já atendem às emergências em todo o Estado. Durante os jogos da Copa em Belo Horiozonte, o EC-145 irá ficar de prontidão no Mineirão e os outros dois helicópteros ficarão na Fan Fest e no hangar do Batalhão de Operações Aéreas, respectivamente”, disse.

O EC 145 tem capacidade para até dez pessoas (1 piloto, 1 co-piloto e 8 passageiros). Na configuração aeromédica, a aeronave tem capacidade para transportar duas macas com dois pacientes, médico, enfermeiro, tripulante operacional dos Bombeiros, um piloto e um co-piloto. O helicóptero está equipado com o mais moderno kit aeromédico disponível no mercado mundial, utilizado pelos maiores operadores do segmento de saúde nos Estados Unidos e Europa. A compatibilização dos equipamentos médicos da SES-MG foi realizada no Brasil pela Helibrás.

Entre os sistemas instalados na aeronave estão equipamentos de tecnologia avançada, dispositivo para rapel, duplo comando, farol de busca e pouso, sistema de diminuição de ruídos e sistema automático de controle de voo. Também foram realizados pelas equipes brasileiras da Helibrás os ensaios de voo na pista da empresa.

Além do atendimento inter-hospitalar, a aeronave será destinada ao atendimento primário e secundário e é totalmente equipado para prover Suporte Avançado de Vida, além de transporte de órgãos e tecidos para transplantes e apoio à Força Estadual de Saúde em casos de catástrofes no território mineiro.

A SES-MG já está trabalhando para a construção de helipontos nos hospitais que atendam ao porte das aeronaves, favorecendo a chegada direta nestas unidades de saúde, o que é um fator importante na organização do sistema de urgência e emergência. Todas as redes do Estado estarão interligadas pelas aeronaves por meio da parceria entre a SES e o Corpo de Bombeiros, que de acordo com o subcomandante da corporação em Minas, Ivan Gamaliel Pinto, já dura dois anos.

Caminhão Regulador

A Unidade Móvel de Regulação, também entregue nesta quinta-feira (29/05) aos órgãos do Estado, é um caminhão totalmente adaptado que irá permitir a comunicação entre o local do acidente (evento com múltiplas vítimas), hospitais, centrais operativas do Serviço Médico de Urgência (SAM) e outros serviços de urgência e emergência.

unidade-movel-de-regulacao-permite-a-comunicacao-entre-diversos-locais-envolvidos-em-um-acidente

O veículo será utilizado como centro de coordenação e regulação móvel em saúde para utilização em situações de emergência e/ou desastres e calamidades públicas e em grandes eventos como a Copa do Mundo ou para atuar em eventos catastróficos, desastres ou situações de múltiplas vítimas. Adaptado com sistemas de radiocomunicação e de dados, o veículo terá 14 rádios portáteis, mas terá capacidade de até 40 rádios com carregadores para todos eles.

Fonte: Agência Minas

1 COMENTÁRIO

  1. A informação não procede no que diz respeito a ser o primeiro helicóptero 145 do Brasil configurado aeromedico. O Estado do Ceara adquiriu no ano de 2013, diretamente da Airbus Helicopters, na Alemanha, três EC145, para a CIOPAER -CE, todos já entregues, um dos quais com configuração completa para aeromedico. Desde então mais de 3 dezenas de missões de aeromedico já fora realizadas por esta aeronave.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

treze + onze =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários