Deslocamentos oficiais geram recursos de R$ 6 bilhões para Alagoas

O governador Teotonio Vilela Filho defendeu nesta segunda-feira (2) a necessidade de uso das aeronaves pelo Governo do Estado no transporte de autoridades, no socorro a pacientes em estado grave e no patrulhamento aéreo. Ele afirmou que as informações sobre as despesas decorrentes desse serviço estão disponíveis no Portal da Transparência e ressaltou que os valores destinados aos deslocamentos oficiais são revertidos em benefícios relevantes para o Estado, que totalizam cerca de R$ 6 bilhões em investimentos desde 2007.

Deslocamentos oficiais geram recursos de R$ 6 bilhões para Alagoas. Foto: Já é Notícia

“Esses valores expostos no Portal da Transparência correspondem à realidade, porque não manipulamos números. Eles representam R$ 6 bilhões de investimentos feitos no Estado desde o início do nosso governo, junto a instituições públicas e privadas. Para atraí-los, o governador e sua equipe precisam se deslocar para outros municípios e estados, onde são realizadas reuniões com investidores e empresários”, afirmou o governador, durante a assinatura do decreto para a segunda etapa do projeto Economize para Alagoas.

Teotonio Vilela lembrou que as aeronaves têm finalidades específicas. “Além de conduzir o governador, secretários de Estado e ministros que vêm a Alagoas, as aeronaves já serviram, inclusive, às equipes que acompanharam a presidenta Dilma em viagens de trabalho a Alagoas”, informou o governador. Ele destacou o Samu Aeromédico, usado para transportar pacientes graves ou que necessitem de exames mais complexos ou especializados em outros estados e o que faz o patrulhamento aéreo, ajudando no trabalho de prevenção à criminalidade.

Em entrevista ao programa Educativa em Revista, na Rádio Educativa FM, o secretário-chefe do Gabinete Militar, coronel Luciano Silva, também falou sobre a utilização e a manutenção das aeronaves. Acompanhado da superintendente de Atenção Básica à Saúde, Aparecida Auto, ele falou sobre como são utilizadas as aeronaves a serviço do Governo de Alagoas, consideradas essenciais para dar agilidade ao transporte de autoridades durante atos oficiais, no salvamento de pacientes em estado grave e no patrulhamento aéreo.

Ele ressaltou que os gastos com a manutenção das aeronaves estão disponíveis no Portal da Transparência Ruth Cardoso (http://al.transparencia.gov.br/), assim como os contratos, com a respectiva vigência de cada um.

O coronel Luciano Silva informou que o Governo de Alagoas possui uma aeronave própria desde 1991. O Governo também faz locação de aeronaves, quando a própria está em manutenção, e trabalha com duas locadas, sendo uma para o patrulhamento aéreo da Polícia Militar e outra para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência Aeromédico.

O contrato de locação é firmado através de pregão eletrônico, onde as empresas passam por um processo licitatório. “O pagamento da locação é realizado de acordo com a hora de voo. O preço da locação é normalmente menor que a do valor comercial, porque devido ao processo do pregão e da licitação, o valor tende a diminuir”, afirmou.

Ele explicou a que se destina cada uma das três aeronaves disponíveis. “Normalmente, o governador utiliza a aeronave própria, a do Governo do Estado. Excepcionalmente, quando há necessidade, pela questão de deslocamento, de segurança, que há a locação de outra aeronave”, afirmou o secretário.

A superintendente de Atenção à Saúde, Aparecida Auto, destacou a importância da aeronave do Samu, que já salvou mais de 400 vidas em Alagoas, desde que o serviço entrou em atividade, há mais de três anos.

Segundo Aparecida, o serviço é essencial nas situações em que a demora no socorro pode comprometer a vida do paciente. “O Samu aéreo é utilizado para atendimentos até fora de Alagoas. Quando um paciente necessita de um exame, por exemplo, ele vem salvando vidas, é inegável seu papel dentro da saúde alagoana”, declarou Aparecida.

Custos

O coronel Luciano Silva informou que os custos mensais, incluindo a manutenção do serviço e dos combustíveis, ficam a cargo de cada órgão responsável pelas aeronaves e são disponibilizados também no Portal da Transparência.

Samu aeromédico

As aeronaves são do modelo “esquilo”, modernas e com toda aparelhagem específica para o atendimento, incluindo maca e ressuscitador. A aeronave opera com um piloto, um bombeiro, um médico e uma enfermeira que passaram por treinamento próprio para o atendimento de emergência.

Fonte: Agência de Notícias de Alagoas.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

catorze − quatro =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários