- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

NÁDIA TEBICHERANE

Um dia desses, conversando com uma jovem de seus trinta anos, eu ouvia: ” tia, eu é que não vou colocar um filho num mundo como este”. Já havia ouvido isso de outras pessoas, mas ela disse num tom tão desencantado…

Por um lado, é verdade. O mundo anda mesmo assustador, estranho, impiedoso, irresponsável, raso nas suas relações, deletério…

A humanidade passou por tanta coisa, aperfeiçoou, inventou, criou tanto, mas parece não conseguir aprender a como lidar respeitosamente e cuidadosamente com o outro.

O outro, que pode ser muito diferente, mas vive a mesma condição humana. Por outro lado e em defesa a todos nós que já colocamos filhos nesse mundo, a ideia era mostrar o outro lado dessa moeda.

Por que no meio desse caos todo, passeiam por aqui pessoas incríveis que fazem uma diferença imensa na vida de outras. Por que é aqui em meio a tanta falta de empatia que ainda testemunhamos atitudes desinteressadas e altruístas. Que vivenciamos sentimentos, emoções, encontros, trocas…

É brigando com esse progresso que pretende desertificar o planeta, que ainda nos deparamos com paisagens de tirar o fôlego. Acho que o que sempre quisemos foi mostrar a beleza de tantas coisas e tanta gente.

Foi dar a oportunidade de viver tanta coisa incrível, de encontrar o caminho, de brilhar…É um sentimento indizível que me faz pensar que a despeito de tudo, vale a pena.

Espero que a minha esperança transborde por aqui e chegue a você, caro leitor, que colocou ou não filhos nesse mundo.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários