Pará – O governo do Estado tem avançado no controle da disseminação da COVID-19 nas regiões do Pará. Já foram realizadas 81 transferências de pacientes em duas semanas e foram providenciados insumos hospitalares, como 500 cilindros de oxigênio.

Dessas transferências de pacientes, 66 delas foram realizadas por via aérea e 14 via fluvial. Entre os dias 18 e 30 de janeiro de 2021, os pacientes foram transferidos do extremo Oeste do Pará para os hospitais regionais de Santarém, de Itaituba e Juriti.

As remoções são realizadas de acordo com as possibilidades climáticas da região. O governo estadual tem assegurado o serviço de transporte aeromédico com quatro aeronaves, sendo dois aviões e dois helicópteros, todas para atender a demanda dos municípios da região Oeste por leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) também participaram das remoções.

O governo reativará o Hospital de Campanha em Santarém, por meio de parceria com a prefeitura local. A medida deve desafogar a procura por leitos clínicos nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e no Hospital Regional, e vai estabilizar o sistema de saúde da região.

Atualmente possuem 10 leitos de UTI em Juruti; 44 leitos de UTI adulto, quatro leitos de UTI pediátrica e três leitos de UTI neonatal no Hospital Regional do Baixo Amazonas, em Santarém; e mais 60 leitos de UTI em Itaituba, sendo que todas as cidades também contam com leitos clínicos e ganharam reforços nos estoques de oxigênio.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

5 × três =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.
Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.

Comentários

comentários