NÁDIA TEBICHERANE

A palavra validar significa, segundo o dicionário, legitimar; fazer com que se torne válido; dar valor.

Quase sempre, pensamos em documentos, dados, informações, notícias… Mas e quando falamos de pessoas a serem validadas?

Fica mais complexo, porque, em tese, somos validados pelo outro.

E aqui começa uma angustiante e intensa busca pela confirmação de quem somos e do valor que temos.

Desde sempre precisamos ser validados: pela família, pelos amigos, por nossos pares no trabalho, por nossos parceiros de vida…

Claro que isso tem muito a ver com cada história.

Quanto mais você se conhecer, se apropriar do seu saber, da sua força, da sua capacidade, menos refém você será da validação externa.

Quanto maior for a noção do seu significado e do seu papel no contexto, maior será o seu poder de se auto validar.

Mas em algum grau a validação externa se dará, pois em algum grau somos todos
inseguros.

Pensando nisso, mas sem empoderar a opinião do outro em nossas vidas, acho importante gestos de validação.

Às vezes, um olhar cúmplice, uma conversa positiva, um aperto de mão, um sorriso, podem validar alguém. Podem fortalecer para uma mudança de atitude, podem animar…

Podem salvar o dia, o emprego, o sonho…

O assunto é profundo porque passa por aspectos emocionais que não temos como mensurar. Mas pequenos gestos são possíveis e fazem enorme diferença.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

10 − 9 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários