GAM/RJ e GRPAe/SP firmam intercâmbio operacional

O Grupamento Aero-Marítimo da Polícia Militar do Rio de Janeiro e o Grupamento de Radiopatrulha Aérea da Polícia Militar de São Paulo firmaram intercâmbio operacional, onde o GRPAe/SP receberá, no período de agosto a dezembro de 2011, pilotos do GAM/RJ.

O objetivo do intercâmbio é  permitir que os pilotos da Polícia Militar do Rio de Janeiro possam executar as funções de copiloto na coirmã Paulista, a fim de possibilitá-los a assumir as funções de comandante de aeronave, na medida em que atingirem as exigências técnicas e operacionais necessárias.

Nesse intercâmbio, além de conhecerem o trabalho realizado pelo GRPAe/SP, poderão transmitir suas experiências adquiridas nas operações realizadas no Rio de Janeiro. Será uma troca de experiências ímpar e inédita para ambos. Um marco para a Aviação de Segurança Pública.

O GRPAe fornecerá o treinamento em quatro de suas bases: Campinas, Ribeirão Preto, Bauru e Praia Grande, além de oferecer a estadia para os pilotos que lá forem treinar.

Os pilotos do GAM da PMERJ, todos PCH, indicados para a participação do presente intercâmbio, são:

1 – Major Rogério Cosendey Perlingeiro;
2 – Major Rodrigo Duton Alves;
3 – Capitão Antônio Assis Freitas Barros;
4 – Capitão Fernando Salles de Mendonça;
5 – Capitão Jorge Ribeiro Fraga Filho, e
6 – Capitão Abouch Valenty Krymchantowski.

Iniciaram o intercâmbio o Cap Abouch e o Cap Fraga. Os pilotos trabalharão em escala de revezamento, inicialmente em Campinas e Praia Grande.

O Capitão Abouch foi apresentado no dia 01 de agosto e encontra-se trabalhando na Base de Radiopatrulha Aérea de Campinas na função de copiloto. Este oficial, além de piloto comercial de helicóptero, é médico e o responsável técnico para implantar o sistema de resgate aeromédico de policial ferido em serviço na PMERJ.

A Base de Campinas possui o resgate aeromédico e, certamente, ajudará nos trabalhos realizados pelo Cap Abouch, além de agregar conhecimento e experiência nos trabalhos realizados pela Base de Campinas. O Cap Abouch teve a oportunidade de participar de simulado de resgate na torre de Viracopos para evacuação de controladores de voo e já voou cerca de 4 horas.

O Cap Fraga, da mesma forma, encontra-se trabalhando na Base de Radiopatrulha Aérea de Praia Grande e nesses poucos dias na função de copiloto já voou mais de 8 horas e participou de operação no Vale do Ribeira em razão das enchentes. A Base de Praia Grande propicia um ambiente semelhante ao Rio de Janeiro, podendo atuar nas missões de salvamento terrestre e marítimo, defesa civil, ambiental e policial.

16 COMENTÁRIOS

  1. Excelente! As forças de segurança carecem de integração em todos os níveis.
    Criar um comando nacional que integrassem todas as unidades de segurança é fundamental para poder enfrentar o crescente aumento da criminalidade.
    Esta troca de experiências entre forças de segurança em diferentes realidades só aprimoram a formação dos policiais.
    Esta iniciativa deveria ser constante e não pontual, e deveria ser estendida a outros estados, até para que possam solicitar apoio em caso de necessidade.
    É um começo. “Toda longa caminhada começa com o primeiro passo”

  2. ACREDITO QUE ESSE É UM CAMINHO A SER SEGUIDO POR TODOS OS GRUPAMENTOS AÉREOS DO BRASIL.
    INTERCÂMBIO SERVE PARA QUE AS EXPERIÊNCIAS REGIONAIS SEJAM COMPARTILHADAS E DISCEMINADAS POR TODO O PAÍS.
    PARABÉNS AO GRPAe E AO GAM POR PARTIREM NA DIANTEIRA DESSA IDÉIA, POIS SE TORNARÃO NOSSOS NORTEADORES NESSA DOUTRINA.
    BONS VOOS, E QUE NOSSO DEUS ILUMINE A TODOS.
    CAP PMPE ROMILDO – ASP92.

  3. Com pouco mais de um ano de atividade aeromédicas em Campinas, os resultados são perceptíveis…ficamos muito felizes de poder contribuir para que esse intercâmbio alcance os resultados pretendidos. Ao Cap Abouch nossas cordiais boas vindas!!!

  4. Estou de malas prontas para embarcar para São Paulo, já na primeira semana de setembro, ansioso para conhecer tão nobre co-irmã, referência nacional em termos de operações aéreas policiais.

    Esse intercâmbio operacional será de grande valia para nós do GAM, que poderemos aprender muito sobre a eficiente doutrina empregada no GRPAe/SP.

    Que outros intercâmbios operacionais se desenvolvam Brasil afora, de forma que nós, pilotos de segurança pública, estejamos cada vez mais INTEGRADOS e UNIDOS em prol da nossa aviação.

    Att,

    Cmte Rodrigo Duton – MAJ PMERJ
    Grupamento Aéreo e Marítimo (GAM)

  5. Excelente iniciativa!Propiciar a integração é a melhor forma de trocarmos experiências e crescermos qualitativamente.Grande abraço!

  6. Verifiquei os comentários acima e concordo com cada um deles, tanto do lado das corporações que trocam experiências, como do lado de cidadão que ve e percebe isto nas ruas, nos trazendo mais tranquilidade e ampliando cada vez mais a credibilidade as forças policiais no Brasil.
    Tenho um verdadeiro orgulho em estar próximo de todos estes oficiais e espero contribuir de alguma forma com este crescimento e valorização de todos os profissionais.
    Esta ação(intercâmbio) é excelente para todos, tanto do lado cidadão, como para o aprimoramento dos oficiais .
    Parabéns
    Minotelli

  7. Não plagiando o MAJ BM RICARDO- GOA CBMERJ concordo com a excelente iniciativa!Propiciar a integração é a melhor forma de trocarmos experiências e crescermos qualitativamente e rogo que está troca de experiência de excelência por sinal,estenda também a parte técnica, ou seja, a manutenção de aeronaves, que juntamente com os oficiais, pilotos, primam pela segurança de um voo seguro, técnico e eficiente.

    Parabéns para todos envolvidos no projeto.

    Téc. em Manutenção de Aeronaves CB PM-Julio Cesar Lobato – GAM PMERJ

  8. Parabéns ao GAM/RJ e GRPAe/SP pela brilhante iniciativa, ambos ganharam nessa troca de experiência.
    Em Mato Grosso temos o prazer de contarmos com dois pilotos da PM do Tocantins que estão trabalhando conosco.
    Por fim mando um enorme abraço aos amigos e colegas de PPH e PCH, Cap PM Fraga, Salles e Assis.

  9. Bem vindo Sr Cap PM Fraga, parabens aos todos que colaboraram para que esse intercâmbio fosse realizado, esperamos que não fique apenas entre as Unidades do Rio e São Paulo e que num futuro bem próximo possa envolver outras Unidades dos demais Estados Brasileiros e que seja tambem entre Mecânicos e Tripulantes Operacionais.

    CBPM Oliveira
    BRPAe-Praia Grande

  10. Parabéns pela iniciativa. A população agradece e aplaude.

    Como colega médico do Capitão Abouch tenho certeza de que o serviço de resgate ao policial ferido será implantado de maneira exemplar.

    Boa sorte e sucesso a todos!!

    Marcelo Bigal, MD; PhD

  11. Parabenizo a todos os que estão realizando este trabalho. É motivo de orgulho para mim, como servidor público e cidadão, e certamente para todos, ver o empenho e evolução do GAM e GRPAe.
    Grande abraço,
    william douglas, juiz federal/RJ

  12. Aos colegas do GAM: sejam benvindos e que a troca de experiências profissionais possa resultar sempre em melhorias.

    Abs e bons voos

    Cap PM Gallo Rodrigues
    BRPAe Praia Grande

  13. MUITO BOA INICIATIVA DE AMBOS OS GRUPAMENTOS, A TROCA DE EXPERIÊNCIAS E OS CONHECIMENTOS COMPARTILHADOS DEVERÃO DAR BONS FRUTOS. PARABÉNS AOS AMIGOS INTEGRANTES DO GAM/RJ. EM ESPECIAL AO IRMÃO MAJ DUTON E AO CAP GALLO RODRIGUES DO BRPAER/SP. ONDE TIVEMOS A HONRA DO OPERARMOS JUNTOS NOS JOGOS PANAMERICANOS. QUE DEUS OS ILUMINE E GUARDE.

  14. É da mais relevante importância o intercâmbio operacional entre os pilotos policiais do RJ e SP. Nossos Oficiais serão contemplados com a experiência dos nossos colegas de São Paulo, mas, sem dúvida alguma deixarão com eles muita experiência peculiar a nossa Cidade, sem dúvida alguma, atípica em todos os aspectos relativos à segurança pública. A Polícia Militar do Estado de São Paulo já possuiu, como sabemos, uma verdadeira força aérea, cujas histórias estão retratadas no livro, cujo título, salvo engano, é Asas e Glórias de São Paulo. De há muito a PMERJ já necessita de um Grupamento Aéreo do padrão que hoje possue, entretanto algumas mentes retrógradas o impediram ou não se esforçaram paa tal, mesmo estando no poder. Penso que a ampliação do nosso Grupamento Aéreo nos dias de hoje e num futuro muito próximo já está se tornando e se tornará uma indispensável necessidade. Minhas sinceras felicitações a todos que integram o nosso GAM.

  15. Parabéns a todos os reponsáveis por esta iniciativa. É com grande prazer que nós da Base de Radiopatrulha Aérea de Campinas, recebemos excelentes profissionais, pilotos qualificados e pessoas de ótimo trato. Com certeza, estamos todos crescendo com a troca de experiência e votos de amizade.

    Um abraço ao Capitão Abouch, felicidades sempre.

    Agnaldo de Oliveira
    1º Sgt PM – Tripulante Operacional – Campinas.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

1 × 2 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários