Gestão da Aviação da Polícia Militar de São Paulo: Estudo e proposição de indicadores de gestão operacional para o Grupamento Aéreo

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

ALEXANDRE JOSÉ GOMES
Tenente Coronel PMESP

Tese apresentada no Departamento de Pós-Graduação da Academia de Polícia Militar do Barro Branco como parte dos requisitos para a aprovação no Doutorado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública.

RESUMO

A presente tese realiza um estudo sobre a gestão da aviação da Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP), com o objetivo de apresentar metas e indicadores operacionais a serem atingidos, visando a melhorar a gestão operacional do Grupamento de Radiopatrulha Aérea (GRPAe), otimizando a aplicação de recursos e potencializando a capacidade organizacional de prestação de serviços à PMESP e à sociedade.

Para tanto, faz uma abordagem sobre o Modelo de Excelência da Gestão® (MEG), da Fundação Nacional da Qualidade, adotado pela PMESP, bem como acerca do Prêmio Polícia Militar da Qualidade (PPMQ). Destaca as participações do GRPAe nos PPMQs de 2003, 2006 e 2009, citando alguns dos principais indicadores que foram apresentados nos respectivos Relatórios de Gestão.

No mais, apresenta a estrutura organizacional do GRPAe e as suas Bases de Radiopatrulha Aérea, e explana como são realizadas a gestão operacional e a distribuição das horas de voo.

Com a finalidade de identificar como é feita a gestão operacional de outras Unidades Aéreas Públicas do Brasil, é analisado o resultado de uma pesquisa dirigida a esses órgãos. No que se refere à metodologia, trata-se de um estudo descritivo, em que foi empregado o método hipotético-dedutivo, com o uso de pesquisas bibliográfica, documental e de campo, a partir da consulta dos materiais publicados sobre o assunto, das normas pertinentes e das Organizações Aéreas de Segurança Pública das demais unidades federativas brasileiras, realizando-se abordagens qualitativa e quantitativa de dados e informações sobre o tema.

Diante de todo o estudo, são apresentados indicadores de desempenho para o GRPAe, para utilização de maneira complementar àqueles definidos no Plano Diretor da Unidade.

Além da proposição de indicadores de desempenho, conclui-se que as hipóteses são válidas, o que pode ser comprovado pelos resultados favoráveis apresentados, reforçando a necessidade de se ter uma gestão baseada em indicadores de desempenho e nos fundamentos da Qualidade.

– Tese –

GESTÃO DA AVIAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO: ESTUDO E PROPOSIÇÃO DE INDICADORES DE GESTÃO OPERACIONAL PARA O GRUPAMENTO DE RADIOPATRULHA AÉREA

- Anúncio -

1 COMENTÁRIO

  1. Um tema oportuno para qualquer Organização Aérea. Qualquer vento é contra, quando não se sabe para onde vai.
    OASP sem indicadores é como uma aeronave sem painel de instrumentos, em pleno voo, nenhuma decisão é segura, pouco se sabe de onde vem e para onde vai.
    Espera-se que para definir indicadores, os gestores consigam identificar a missão de sua organização, o produto ou serviço que oferecem ao usuário e sua visão de futuro, com base na análise dos ambientes INTERNO e EXTERNO.

    Bons voos, com boa gestão!

    Marcus Baracho

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários