- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Santa Catarina – Diante do aumento de casos de COVID-19 e alta taxa de ocupação de UTIs no Oeste Catarinense, o governador Carlos Moisés determinou no domingo (14), a instalação de um gabinete de crise em Chapecó para tratar das ações de enfrentamento à doença.

A força-tarefa será formada por equipes do Governo do Estado, do Ministério da Saúde, das prefeituras da região e Comissão Intergestores Regional (CIR). A Força Aérea Brasileira (FAB) também dará apoio operacional.

Na manhã deste domingo, dos 53 testes realizados no município, 73% deram positivo para a COVID-19. Nos últimos dias, os atendimentos em Chapecó passaram de 250, em média, para mais de 700, nos dois ambulatórios de Campanha e UPA 24h.

Respiradores

No sábado (13), a Secretaria de Estado da Saúde enviou mais cinco respiradores para o Hospital Regional do Oeste (HRO), de Chapecó. Um avião do Batalhão de Operações Aéreas (BOA) do Corpo de Bombeiros Militar foi utilizado para realizar o transporte.

Com a operação realizada no sábado, já foram enviados 17 respiradores à região, sendo 15 para Chapecó e dois para o município de Maravilha.

Transferência de pacientes

Além disso, uma grande operação de transferência de pacientes tem sido realizada para amenizar as taxas de ocupação na região. De janeiro até 11 de fevereiro, 75 pacientes foram transferidos de hospitais do Oeste para unidades em outras regiões do Estado. Dessas transferências, 45 ocorreram em fevereiro.

No domingo (14), foi realizada mais uma transferência emergencial. Um paciente de 68 anos foi removido do HRO de Chapecó para o Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, pelo avião Arcanjo 02 do Batalhão de Operações Aéreas que trabalha em parceria com o Grupo de Resposta Aérea de Urgência (GRAU/SAMU).

Desde o início da pandemia, o Governo do Estado ampliou 80 leitos de terapia intensiva para a região do Oeste catarinense. A Secretaria da Saúde vem cobrando a reativação de quase 100 leitos que foram desativados, alguns deles nos municípios mais afetados pela pandemia neste momento no Oeste.

Para o enfrentamento ao novo coronavírus, o Governo de SC já distribuiu mais de 700 respiradores e monitores, além de insumos suficientes para o aumento em 160% da rede de UTI adulto nas unidades hospitalares catarinenses.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários