GRAER passa a ter médico socorrista que apoiará nas missões de resgate

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Paraná – Pela primeira vez na história do Grupamento Aeropolicial e Resgate Aéreo (GRAER) – que atua em missões de apoio aéreo em situações de resgate de vítimas e de ações policiais em todo o Paraná –, um médico intervencionista em emergência e urgência passa a fazer parte da unidade, atuando em conjunto com os policiais e bombeiros militares do GRAER como suporte médico ao atendimento e preservação da vida de vítimas durante o transporte aéreo. A unidade recepcionou o novo integrante na sede da unidade no bairro Bacacheri, em Curitiba.

IMG_5021

“O GRAER já tem quatro anos de existência e sempre buscamos o constante aperfeiçoamento no serviço policial e de resgate aéreo. Por isso, seguindo exemplo de outras instituições no Brasil, estamos utilizando aeronaves multimissões com médico a bordo, sempre pronto para agir nas ações que necessitem de uma intervenção imediata e durante transporte do local do acidente para o hospital, o que permite maior chance de sobrevida à vítima”, disse o comandante do GRAER, tenente-coronel Orlando Artur da Costa.

O profissional de saúde desempenhará, além das atividades médicas em voo, apoio aos tripulantes da aeronave em situações diversas, como abrir e fechar a porta, por exemplo. Para isso, o médico passará por um período de treinamento a fim de adquirir conhecimentos sobre voo e aeronave.

IMG_5033

Para possibilitar o trabalho médico, uma parceria entre a Secretaria de Segurança Pública (SESP) e a prefeitura da cidade de Arapongas permitiu que o doutor Rodrigo Faria, que já possui experiência em atender vítimas em transporte aéreo, integrasse a equipe, atuando na base de Londrina (PR), região norte do estado.

“Essa é a primeira vez que um médico fará parte do nosso grupo, atuando juntamente com a tripulação da aeronave. Já faz dois anos que atuamos naquela cidade, onde realizamos nesse período mais de 250 atendimentos com emprego de profissionais de saúde na região norte, o que fez a diferença no atendimento médico às vítimas”, complementa o tenente-coronel.

O comandante do GRAER destaca ainda a importância do serviço da unidade, que por meio de suas bases em Curitiba e interior do Paraná, consegue chegar em locais de difícil acesso, agilizando o atendimento à ocorrências e situações de resgate.

IMG_5093

“Nossas bases descentralizadas atendem mais de 132 municípios das regiões norte e central, alcançando um total de 3 milhões de pessoas num raio de 100 km. Isso faz uma diferença grande colocando à disposição da população equipamentos de alta tecnologia com profissionais habilitados para desenvolverem essa atividade, salvando a vida dos paranaenses”, disse.

O doutor Rodrigo, que é médico intervencionista atuante em emergência e urgência, se sente lisonjeado em ser o primeiro profissional da saúde a trabalhar juntamente com a equipe do GRAER.

“Acho que esse serviço vai acrescentar mais técnica e abrange maior estrutura para atender vítimas de acidentes em rodovias, pessoas infartadas ou crianças recém-nascidas com problemas cardíacos, por exemplo. A permanência de uma equipe médica fixa, disponível para trabalhar na aeronave, permite uma resposta rápida e aumenta o tempo de sobrevida da vítima, além de ser um meio de transporte mais ágil e que pode chegar em locais de difícil acesso”, avalia o profissional.

IMG_5097

Ainda segundo o doutor Rodrigo, os órgãos que necessitarem do serviço do GRAER (Siate, Samu, Corpo de Bombeiros, concessionárias e outras instituições de saúde), terão que entrar em contato com o Grupamento Aéropolicial por meio do telefone(41) 3251-1800, que vai avaliar a condição do paciente para fazer o transporte da vítima até o hospital. A regulação do paciente será feito pela instituição que solicitou o apoio ao GRAER.

GRAER – Esta unidade especializada já salvou 1.089 vidas no Paraná vítimas de desastres naturais, acidentes automobilísticos e domésticos desde 2011. Foram 1.873 missões entre operações policiais, resgate de vítimas, transporte aeromédico e atendimento a calamidades.

A unidade também desenvolve ações de resgate de vítimas e apoio em outros estados quando há necessidade. O GRAER é composto por uma frota aérea de seis aeronaves (quatro helicópteros e dois aviões), com três bases no estado: Curitiba, Londrina e Guarapuava.
Texto: Marcia Santos, Jornalista PMPR.

Fotos: Soldado Feliphe Aires

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários