GRAESP promove Curso de Tripulante Operacional e divulga projeto de expansão

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

PARÁ – O Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará – GRAESP – iniciou nesse mês a capacitação de seus profissionais para o exercício da função de tripulante operacional.

O curso surgiu da necessidade de aprimoramento dos profissionais que já atuavam na atividade aérea da unidade para que estes possam exercer funções a bordo das aeronaves que operam na Secretaria de Segurança Pública aliado à crescente demanda operacional do Grupamento.

1cto

Inicialmente, 26 servidores sinalizaram interesse em participar do curso, entretanto apenas 14 deste total iniciaram o curso. O restante desistiu no processo preliminar ou não obteve aptidão na inspeção de saúde e outros não alcançaram os índices mínimos no teste de aptidão física.

Com uma carga horária de 185 horas aula, os discentes estão recebendo diversos tipos de instrução, tais como Operações Helitransportadas, Navegação Aérea, Meteorologia, Regulamentos de Tráfego Aéreo, Sobrevivência na Selva, Manobras em Altura, Salvamento Aquático, Atendimento Pré-Hospitalar, Conhecimentos Técnicos de Aeronaves, Direitos Humanos, Teoria de Voo e Aerodinâmica, dentre outras.

1cto3

As instruções teóricas estão ocorrendo na sala de aula cedida pelo Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças da Polícia Militar do Pará e no Centro de Instrução “Cel Morais”, localizado na Fazenda Paricuiã, em Terra Alta, a 105 km de Belém, sob a responsabilidade do Dr. Guataçara. Para mais informações sobre o Centro acesse: http://cursoaeromedico.blogspot.com.br/.

O I Curso de Nivelamento para Tripulante Operacional, cuja duração será de três semanas, era um grande anseio dos servidores do GRAESP, que há anos esperavam por esta oportunidade de especialização e de poder exercer, de fato e de direito, funções a bordo da crescente frota da unidade.

1cto2

O GRAESP

O Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Estado do Pará, hoje vinculado à Secretaria Adjunta de Gestão Operacional da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (SEGUP), foi criado em 28 de dezembro de 2011, por meio da Lei 7.584, e teve seu efetivo original constituído do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (GRAER) e da Coordenadoria de Operações Aéreas (COA), do Corpo de Bombeiros Militar.

O GRAESP opera efetivamente de forma integrada desde então em situações mais graves como defesa civil, resgate, remoção aeromédica, combate a incêndio, policiamento ambiental, trânsito, policiamento ostensivo, controle de distúrbios civis e operações especiais: sequestro, roubo a estabelecimentos bancários e comerciais, escolta de veículos de transporte de valores, segurança de dignitários e, principalmente, aquelas envolvendo o crime organizado. Sua frota hoje conta com 06 aeronaves de asas rotativas e duas de asa fixa e suas operações cobrem todo o estado, tendo três bases fixas no interior: Altamira, Marabá e Santarém.

1cto4

EXPANSÃO OPERACIONAL

Dentro deste novo desenvolvimento, o GRAESP espera receber ainda em 2013, seu primeiro helicóptero biturbina EC 145 e seu primeiro avião turboélice Cessna Caravan, para auxiliarem no transporte de efetivo e carga para missões no interior do estado e em apoio para as bases do interior.

Para 2014, a OASP receberá mais dois helicópteros AS 350 B2, adquiridos em 2013 e com a previsão de recebimento de mais 03 helicópteros (instrução e multimissão) e 03 aviões (anfíbio e transporte), com processos de aquisição em andamento ainda para 2013.

Com esta demanda de novas aeronaves, todo o efetivo está passando por processos de formação e especialização, onde os pilotos estão passando por curso de emergências reais, em outubro inicia-se a formação da primeira turma de IFR do GRAESP (6 pilotos) na Escola de Pilotagem EDRA, na cidade de Ipeúna-SP, e é esperado o Edital para a formação de pilotos (avião e helicóptero) e de tripulante operacional.

Fonte: Comunicação Social – GRAESP

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários