Helibras finaliza novo kit aeromédico para o Esquilo

Primeira instalação foi realizada em helicóptero da Polícia Militar do Espírito Santo

A Helibras concluiu o desenvolvimento e instalação de seu mais novo kit aeromédico para o AS350 Esquilo a ser utilizado em atividades de resgate e transporte de pacientes. O novo produto surgiu das necessidades descritas pelos operadores dessas missões e após uma série de pesquisas em parceria com a companhia austríaca especializada Air Ambulance Technologies (AAT).

Kit aeromédico_Helibras 2014_

“Buscamos referências em conceitos utilizados por diversas corporações no mundo, bem como as características operacionais desse atendimento no Brasil, o que nos direcionou ao kit mais adequado à realidade de nossos operadores”, explica Alessandro Branco, gerente de Engenharia do Produto. Esse desenvolvimento também contou com o apoio e a experiência da empresa austríaca.

O primeiro Esquilo com a nova configuração H.E.M.S. – Helicopter Emergency Medical Service já está pronto para operar e foi entregue à Polícia Militar do Espírito Santo, em novembro. O helicóptero poderá realizar resgates e transporte de vítimas aos hospitais de referência e o atendimento primário e secundário contando com diversos equipamentos de saúde, como desfibrilador/cardioversor, ventilador pulmonar, bombas de infusão, sistema de oxigênio, maca dobrável, entre outros.

O novo kit desenvolvido pela equipe brasileira da Helibras requer um baixo nível de modificação na aeronave para sua instalação e por isso será um aliado das operações que necessitam de rápida conversão do helicóptero, além de possibilitar a implantação numa aeronave não preparada por meio de um programa simples de retrofit.

As atividades de desenvolvimento, testes, adequações e montagem das primeiras unidades do produto contaram com o envolvimento das equipes de Engenharia, Programas, Logística, Processos e FAL da empresa em Itajubá, Minas Gerais.

Fonte: Convergência Comunicação Estratégica.

2 COMENTÁRIOS

  1. O Aeromédico no Brasil caminha a passos largos, mas ainda é iniciante. Equiparar um Esquilo HEMS a qualquer serviço Australiano é um pouco de presunção. Esquilos HEMS são boas opções com orçamentos/receitas curtos, mas não fazem Aeromédico de excelência. Sobre a ergonomia, trocar o famoso jump seat da cabeça da maca por uma bomba de seringa e um aspirador não parece muito operacional. Lembrar que no mercado nacional já existe bomba peristáltica com um quarto do tamanho da mostrada nesse kit e que, enquanto o aspirador LSU da Laerdal não tiver o seu registro ANVISA renovado, nada no mercado atual será capaz de aspirar secreções de verdade. Faltou descrever os cilindros de oxigênio e corrente elétrica máxima nominal do inversor estático. Os serviços de primeiro mundo já estão na era do NVG. Bons voos!!

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

dois × quatro =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários