Helicóptero da Defesa Social de Alagoas faz patrulhamento aéreo

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Ação será realizada durante todo o período carnavalesco.

Sob o comando do piloto Felipe Marques, o helicóptero de patrulhamento policial da Secretaria de Defesa Social iniciou, neste sábado (13), uma ação combativa ao crime. A aeronave foi mais um reforço encontrado pelo aparelho de segurança pública para tentar minimizar os índices de violência durante o período de carnaval.

Patrulhamento policial é uma maneira de auxiliar trabalho terrestre da PM (Foto: Janaína Ribeiro)

De acordo com o co-piloto do helicóptero, Major Ricardo Cruz, do Corpo de Bombeiros Militar, a intenção da ação é ter, do alto, uma visão geral de tudo o que acontece embaixo na cidade e auxiliar qualquer trabalho terrestre da Polícia Militar (PM). “De cima, podemos ver uma ação criminosa com maior nitidez e facilitar todo o trabalho da PM. Temos maior facilidade em enxergar uma rota de fuga, para onde correu algum bandido que esteja sendo perseguido, perceber onde está havendo determinada confusão e até mesmo podemos prestar socorro, se necessário” – enfatizou ele.

Aeronove partindo para o 2º patrulhamento aéreo policial deste sábado (Foto: Janaína Ribeiro)

Patrulhamento aéreo

Durante todos os dias de carnaval, o helicóptero da Defesa Social estará disponível para fazer até 10 horas voos. Entretanto, isso não significa dizer que a aeronave estará sobrevoando o estado durante todo esse tempo. “Nossa obrigação é fazer o patrulhamento aéreo em determinados períodos do dia e, caso seja necessário, acionar o helicóptero para auxiliar no trabalho policial. Não precisamos ficar o tempo todo voando”, explicou o major Cruz.

Cada hora de voo custa o equivalente a R$ 3,5 mil.


Fonte e fotos: Gazetaweb – Janaína Ribeiro e Gabriela Moreira


- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários