Helicóptero da Polícia Civil cai no Rio de Janeiro

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Rio de Janeiro – O helicóptero esquilo, AS 350 BA, da Polícia Civil, prefixo PP-EIH, Polícia 01, caiu por volta das 15h40 desta quinta-feira (2) no Caju, na Zona Portuária do Rio, durante treinamento de rotina próximo ao estande de tiros da corporação. Segundo a Secretaria de Segurança, cinco policiais civis da Coordenaria de Recursos Especiais (Core) ficaram feridos, os dois pilotos tiveram ferimentos leves, porém os três tripulantes operacionais tiveram ferimentos mais graves. Todos estão sob cuidados médicos.

helicoptero_2

Até as 16h50, não havia informações sobre a causa da queda, mas a Polícia Civil descarta a hipótese de a aeronave ter sido derrubada por traficantes.

Segundo o delegado da 17ª DP (São Cristóvão) Maurício Luciano, havia dois pilotos e três tripulantes operacionais na aeronave. Cláudio Cobo Fernandes (um dos tripulantes operacionais) com mais gravidade foi levado pelo helicóptero do Bombeiro para o Hospital Miguel Couto, na Zona Sul.

Os outros quatro foram removidos na ambulância dos bombeiros para o Hospital Souza Aguiar, no Centro. Segundo informações, estavam na aeronave, além de Cobo, os inspetores Marcos Estaca da Silva Nunes e Disney da Silva Ribeiro Lopes Júnior, o piloto Ricardo de Resende Herter e o copiloto Murilo Cesar da Silva Saibro.

policiacivilacidente

Segundo informações da Polícia Civil, o helicóptero havia passado por manutenção recentemente. O SAER – Serviço Aeropolicial da Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros do quartel do Caju foram para o local e, por volta das 16h30, um helicóptero do Grupamento Aeromóvel da Polícia Militar (GAM) sobrevoava a região.

A aeronave ficou com a parte da cabine parcialmente destruída, bem como as pás do rotor principal, como se o piloto tivesse feito um pouso de emergência. A queda foi próxima ao estande de tiros do Centro de Treinamento da Polícia Civil. Segundo testemunhas no local, o helicóptero fazia manobras táticas, onde os agentes efetuavam disparos em um treinamento conhecido como tiro embarcado. Numa dessas manobras, as pás do rotor principal teriam tocado em uma árvore, provocando a queda do helicóptero. Fios de baixa tensão também foram atingidos.

1civil0235.jpg

Fonte: Piloto Policial, G1R7 e Jornal do Brasil.

- Anúncio -

6 COMENTÁRIOS

  1. Melhoras aos companheiros do RJ e que a recuperação seja breve. A Aviação de Segurança Pública lamenta o ocorrido. Maj BM Zanca – CIOPAer/MT

  2. Que Deus os ilumine e os traga o mais rápido às atividades aéreas. A sociedade precisa de vocês, força companheiros!!!
    Sgt Mattos – Tripulante Operacional – CORPAER/MG

  3. Que retornem o mais rápido possível aos seus lares e estejam prontos pra cumprirem com suas missões o quanto antes!

    ANG Trip.Op.
    BRPAe-ARA

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários