- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Japão – No sábado (1º), um helicóptero AW139 da polícia da província de Fukushima que transportava um coração para transplante em um paciente que se encontrava no hospital de Tóquio acidentou-se, ferindo as sete pessoas que estavam a bordo, quatro deles em estado grave. Segundo as autoridades não correm risco de morte. Não houve relatos de moradores feridos perto do local do incidente.

Cinco policiais e dois médicos estavam no helicóptero quando acidentou-se em um campo de arroz na cidade de Koriyama. O acidente aconteceu pouco depois que o helicóptero partiu de um hospital na cidade de Aizuwakamatsu, em Fukushima, com destino ao aeroporto. O coração havia sido captado de um homem de 50 anos depois de ter sido declarada morte cerebral.

O transplante estava programado para acontecer no Hospital da Universidade de Tóquio no sábado, mas teve que ser cancelado. Em geral, as operações de transplante cardíaco devem ser concluídas dentro de quatro horas após a captação do órgão.

De acordo com a Rede de Transplantes de Órgãos do Japão, é a primeira vez que a cirurgia de transplante é interrompida devido a um acidente durante o transporte de um órgão,  desde que o sistema de transplante de órgãos começou em 1997.

Mesmo com o acidente, o coração foi transportado do local para o aeroporto de Fukushima em uma viatura da polícia, levado para o aeroporto de Haneda em um avião e depois entregue ao hospital da Universidade de Tóquio por um helicóptero do Bombeiro.

No entanto, a chegada foi adiada em cerca de uma hora e o impacto do acidente poderia ter afetado o órgão, assim o hospital interrompeu a cirurgia porque a função do coração não podia ser garantida.

Segundo a Rede de Transplantes de Órgãos, o homem estava sendo preparado na sala de operações, mas foi rapidamente retirado. Sua condição é estável e seu médico decidirá se deve esperar por um transplante ou mudar para outro tratamento.

Segundo a polícia, um policial de 38 anos que pilotava o helicóptero AgustaWestland AW139, um veterano com mais de 10 anos de experiência, disse: “Fomos atingidos pelo vento e a aeronave ficou instável temporariamente. Escolhemos os campos de arroz e conseguimos pousar onde não havia casa.”

Na manhã de domingo (02), três investigadores de acidentes de aviação da Comissão Nacional de Segurança em Transportes Japão estiveram no local e examinaram o cockpit e analisaram como a aeronave acidentou-se para apresentar as prováveis causas do acidente.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários

comentários