Helicópteros da PM são acionados para controlar incêndios em todo Estado

Focos de incêndio no Morro do Gerbásio são combatidos

No dia 31/08 o Morro do Gerbásio em Guararema foi consumido pelo fogo durante todo o dia. Os focos de incêndio foram controlados pelo Corpo de Bombeiros de Guararema que recebeu apoio do helicóptero Águia da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Não houve registro de ninguém ferido durante a ocorrência.

Informações do Corpo de Bombeiros explicam que os fatores que colaboraram para o episódio são a alta temperatura, o nível baixo da umidade do ar e a velocidade do vento, que segundo a Climatempo ultrapassou os 15 km/h na cidade.

O combate começou a ser feito pela equipe de bombeiros de Guararema que ao perceber o alastramento rápido das chamas solicitou ajuda da corporação de Mogi das Cruzes, que não colaboraram por suas equipes estarem prestando serviço em outras ocorrências. O helicóptero águia foi chamado para suprir o déficit e ajudou a acabar com o fogo jogando bolsões que comportaram até 500 litros de água.

Os focos de incêndio são recorrentes no município por causa da grande vegetação rasteira encontrada. Para o sargento do Corpo de Bombeiros, Benedito de Oliveira Florêncio, os casos poderiam ser reduzidos se existisse uma prevenção e consciência ambiental por parte dos moradores. “Se tivéssemos a prevenção, a poda do mato e a limpeza dos terrenos essas situações seriam evitadas. Encontramos muito lixo nos terrenos e isso dificulta o nosso trabalho quando vamos apagar, pois os objetos não nos deixam usar o abafador. O lixo é uma prova da falta de cuidado e nos faz gastar mais água potável, água limpa”, diz.

A fauna e a flora também são vitimadas com as ocorrências. “Sempre encontramos animais mortos. Os mais comuns são os saruês, passarinhos, répteis, como cobra e lagarto, e tatus. O solo também é danificado, tornando-se, em algumas situações, inutilizável para plantio”, explica o sargento.

Fonte: Jornal Novo Tempo


Incêndio em Salto de Pirapora destrói plantação de eucalipto

No dia 02/09 em Salto de Pirapora (SP), após sete horas de trabalho, o Corpo de Bombeiros conseguiu controlar as chamas que destruíram uma plantação de eucalipto.

O incêndio começou por volta das 17h30 e atingiu 800 mil metros quadrados – o equivalente a oitenta campos de futebol. Cerca de 4,3 mil metros cúbicos de madeira foram queimados.

A ocorrência mobilizou cinco viaturas e 20 militares, além do helicóptero Águia da Polícia Militar. Ninguém ficou ferido. As causas ainda serão investigadas.

Na semana passada, outra plantação de eucalipto foi consumida pelas chamas em trecho da avenida Itavuvu, próximo à fábrica da Toyota. Duas equipes do Corpo de Bombeiros trabalharam por duas horas para impedir que o incêndio se alastrasse. Áreas de empresas não chegaram a ser atingidas.

Segundo a corporação, neste domingo, foram registrados 12 casos de fogo em mato em Sorocaba (SP) e quatro em Itu (SP). 

Fonte: G1 e Jornal Cruzeiro do Sul


Polícia Ambiental utiliza helicóptero para achar queimadas na região

No dia 04/09, o helicóptero Águia da Polícia Militar de Sao Jose do Rio Preto sobrevou Votuporanga e região para identificar, registrar a localização em GPS, e filmar 32 pontos de queimadas em áreas rurais.

A operação foi deflagrada pela Polícia Ambiental. Além da equipe aérea, policiais de Votuporanga e região fazem o trabalho terrestre. “O principal objetivo é identificar os pontos de incêndio”, disse o comandante da Polícia Ambiental da região, capitão Alessandro Daleck.

Os focos de queimadas pioram a qualidade do ar no período de estiagem e representam graves danos ambientais. Os responsáveis serão autuados e podem responder pelo crime ao meio ambiente.

Fonte: por José Luiz Lançoni – VotuporangaTudo.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

11 + 13 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários