Tocantins – Um indígena Karajá foi resgatado pelo helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER) durante o trabalho de prevenção a incêndios florestais no Parque Estadual do Cantão, na região oeste do estado. Ele trabalhava como guia turístico e sofreu um acidente grave na Ilha do Bananal.

O helicóptero estava transportando brigadistas e sobrevoa o parque, quando teve que mudar a rota para socorrer o indígena. “Ele acabou quebrando duas costelas e não conseguia se movimentar de nenhuma forma da margem do rio”, comentou o major Gustavo Bolentini.

Geralmente os resgates de pessoas do CIOPAER são acompanhados de um médico e uma enfermeira. Para agilizar o transporte dessa segunda-feira (14), uma enfermeira de Pium foi de carro até o local onde o indígena estava, em um distrito na zona rural da cidade, e acompanhou a equipe até Palmas.

“As pessoas que estavam com ele foram até uma fazenda, conseguiram tirar ele da margem do rio e colocá-lo em um campo aberto, onde a gente fez o pouso. Colocamos ele dentro da aeronave, em uma maca que a gente sempre transporta, junto com uma enfermeira do município de Pium e fomos até o HGP”, contou o major.

Esse foi o terceiro resgate de indígenas feito pelas equipes do CIOPAER nos últimos meses. Após deixar o paciente na capital, os pilotos voltaram para o Parque Estadual do cantão para continuar os trabalhos de suporte para força-tarefa que atua preventivamente contra incêndios florestais.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

2 + dezesseis =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários