Jovem é preso por atingir helicóptero da polícia com laser no Reino Unido

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Um jovem de 23 anos foi condenado no Reino Unido por atingir um helicóptero da polícia nacional com um feixe de laser. Chris Vowles estava bebendo com amigos nos fundos de uma casa em Kitts Green quando mirou na aeronave, segundo a polícia de West Midlands.

sem-titulo-2

A tripulação do helicóptero ficou temporariamente desorientada após a luz verde atingir a cabine. Em seguida, eles utilizaram as poderosas câmeras do helicóptero para identificar a origem do laser, e encontraram Chris e seus amigos rindo e comemorando o feito.

A festa, entretanto, foi interrompida rapidamente – policiais no solo foram direcionados ao local e prenderam o jovem de 23 anos por suspeita de “agir de maneira irresponsável de maneira a ameaçar uma aeronave”.

O jovem pode ser visto na gravação jogando o feixe de laser no quintal de um vizinho.

sem-titulo-3

O caso aconteceu em 31 de julho. No dia 16 de outubro, Chris compareceu a uma audiência na qual foi condenado a sete meses de prisão – que foram suspensos por dois anos – e 250 horas de trabalho voluntário. Ele também foi condenado a pagar os custos do processo.

Toda a ação foi filmada pelas câmeras da aeronave e publicada pela polícia no YouTube:

Fonte: G1.

- Anúncio -

2 COMENTÁRIOS

  1. Primeiro mundo é outra coisa.. aqui em BH, num voo noturno, tive que fazer uma espera na vertical de Sete Lagoas MG visando aguardar autorizacao para cruzar alinhamento final de Confins SBCF.

    Fiquei 16 minutos em orbita, noturno, e fui presenteado com OITO raios distintos de laser na cabine. OITO.

    Reclamar? Para quem?

    Faço de 2 a 3 vezes por semana voos noturnos na TMA BH e em 80% das vezes o He é presenteado com esses feixes luminosos.

    Esse nosso país me envergonha!!!

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários