LAPD revê o uso de helicópteros em eventos não relacionados com o departamento

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

O uso de helicópteros do LAPD para eventos comunitários e beneficentes está sob revisão pelo departamento

Um helicóptero do LAPD joga bolas de golfe ao longo do La Cañada Flintridge Country Club no dia 27 de outubro. (Lawrence K. Ho / Los Angeles Times)
Um helicóptero do LAPD joga bolas de golfe ao longo do La Cañada Flintridge Country Club no dia 27 de outubro. (Lawrence K. Ho / Los Angeles Times)

O helicóptero do Departamento de Polícia de Los Angeles (LAPD) voou sobre  as casas em torno do clube de golfe La Cañada Flintridge Country Club e parou bem na parte lisa do campo de golfe. Suas lâminas giravam rapidamente enquanto ele pairava sobre a grama.

Dezenas de golfistas, crianças e pais que estavam no clube de golfe acenaram e tiraram fotos.

Mas, não havia um suspeito à vista. Nenhum crime havia ocorrido. O helicóptero da polícia lá estava por uma razão diferente: para jogar dezenas de bolas de golfe no campo para a angariação de fundos para a Assoc. de Pais e Professores (PTA) da escola Palm Crest Elementary School.

A participação do helicóptero foi organizada por um sargento da polícia cujos filhos frequentam a escola de La Cañada Flintridge.

A finalidade principal dos helicópteros é ajudar a rastrear suspeitos e a patrulhar a cidade por cima. Mas, o departamento empresta, com frequência, os seus helicópteros e oficiais para funções comunitárias e eventos aéreos para ajudar a promover a agência ou para arrecadar dinheiro para causas relacionadas com a polícia.

Alguns dos eventos são realizados fora de Los Angeles e não têm ligação direta com o LAPD ou com a cidade, disseram autoridades policiais.

Após questionamentos do The Times, o LAPD disse que iniciou uma investigação sobre a participação do departamento na angariação de fundos para a La Cañada Flintridge, no dia 27 de outubro, assim como outros eventos, e está examinando as suas políticas sobre quando aprovar o uso de helicópteros.

“À primeira vista, não parece ser algo que deveríamos estar fazendo,” disse o Comandante Andrew Smith, porta-voz do LAPD, sobre o evento da La Cañada Flintridge. “Mas nós vamos investigar isto.”

O Eurocopter AS350 B2 do LAPD e a tripulação de quatro homens  — três oficiais no helicóptero e um oficial de segurança em solo — foram providenciados gratuitamente para o evento, disse o Capitão Gary Walters, que supervisiona a frota de helicópteros do LAPD.

Os oficiais jogaram as bolas do helicóptero como parte de um sorteio financiado pelos doadores do evento da Associação. Os donos das seis bolas que caíssem mais perto de um círculo amarelo pintado na área verde ganhavam prêmios, que incluíam um iPad Mini, uma câmera GoPro e um computador portátil.

Depois de jogar as bolas, o helicóptero voou por cima do clube de golfe tocando sua sirene antes de desaparecer pelas casas nas proximidades.

“Isto faz parte dos nossos esforços pela boa vontade”, disse Walters. “É pelo espírito da comunidade.”

O sargento que organizou a aparição do helicóptero integra a “Comissão de Pais” da PTA, disse Smith. O Comitê ajudou a organizar o evento da PTA.

Brian Parker, um membro do Comitê, disse que o sargento do LAPD tem um amigo na divisão de Apoio Aéreo do departamento, que opera os helicópteros. Ele se recusou a citar o nome do sargento.

Adam Greenburg, piloto do LAPD, à esquerda, e Jamie Delieuze, oficial de voo tático, conversam com alunos na Academia Hebraica em Huntington Beach, em dezembro de 2013. O departamento de polícia empresta frequentemente os seus helicópteros e oficiais para eventos comunitários. (Scott Smeltzer, Huntington Beach Independent)
Adam Greenburg, piloto do LAPD, à esquerda, e Jamie Delieuze, oficial de voo tático, conversam com alunos na Academia Hebraica em Huntington Beach, em dezembro de 2013. O departamento de polícia empresta frequentemente os seus helicópteros e oficiais para eventos comunitários. (Scott Smeltzer, Huntington Beach Independent)

Smith também recusou-se a identificar o sargento, por questões de segurança e privacidade de seus filhos.

A participação do helicóptero custou $771, incluindo combustível, manutenção, pessoal e custos de planejamento, disse Smith.

No ano passado, a tripulação de um helicóptero do LAPD fez um voo para a Academia Hebraica em Huntington Beach, onde um capelão do LAPD, vestido de Judah Maccabee, uma figura-chave na celebração do Hanukkah, distribuiu piões para as crianças nas escolas.

O helicóptero foi organizado pelo capelão, que tinha um filho frequentando a escola, disse Smith. Ele disse que o pai do capelão era o rabino principal da escola particular.

Esse evento foi considerado como “algo educacional e religioso”, disse Smith.

Os oficiais do LAPD disseram que os helicópteros da agência já foram enviados para outros 16 eventos não relacionados com o departamento desde 2013, sendo que 11 deles estavam fora dos limites da cidade, de acordo com uma lista fornecida pelo departamento. Pelo menos sete dessas participações foram em eventos aéreos por toda a região, muitos deles organizados por grupos privados, sem fins lucrativos.

O LAPD permite que os helicópteros participem de alguns eventos comunitários, como uma forma de promover o departamento e incentivar o recrutamento, disse Smith.

A Divisão de Apoio Aéreo, que tem um orçamento para combustível de mais de US$ 2 milhões, fatura como a maior operação municipal de aviação policial do mundo. Até agora, neste ano, a sua frota de 17 helicópteros tem respondido a mais de 37.000 pedidos de ajuda e está com um resgistro de cerca de 13.500 horas no ar.

O departamento disse que comandante da divisão tinha aprovado o envio de helicópteros para os eventos em La Cañada Flintridge, Huntington Beach, e em outros lugares.

“Não é algo que o piloto pode fazer porque o meu filho frequenta tal escola,” disse Walters, o atual comandante.

“Isto faz parte dos nossos esforços pela boa vontade. É pelo espírito da comunidade”, disse Gary Walters, que supervisiona a frota de helicópteros do LAPD.

Em resposta às perguntas do The Times, o LAPD emitiu uma declaração dizendo que está revendo “todos os recentes eventos comunitários e beneficentes que os helicópteros do LAPD participaram.”

“Baseado nesta investigação, o departamento irá considerar a modificação dos protocolos e do processo de aprovação para todos os acontecimentos comunitários, eventos beneficentes e outras atividades que venham a ocorrer fora da cidade de Los Angeles,” disse o comunicado.

Algumas autoridades municipais questionaram a utilização dos helicópteros do LAPD por grupos privados que não têm nenhuma ligação com a missão do departamento.

O vereador de Los Angeles, Bernard Parks, antigo chefe do LAPD, disse que a decisão de enviar um piloto e uma tripulação que nem estavam em patrulha para a La Cañada Flintridge, é “mais preocupante ainda.”

“Uma coisa é você estar trabalhando e se desviar do seu trabalho para fazer algo que fica nas redondezas,” disse ele. “Outra coisa é dizer, ‘Só trouxemos este helicóptero para ir à La Cañada.'”

Uma porta-voz do vereador da cidade de Los Angeles, Mitchell Englander, um oficial da reserva do LAPD, disse que tinha pedido ao departamento para rever o uso de seus helicópteros.

Bob Anderson, que dirige a Area Helicopter Noise Coalition de Los Angeles e que há muito tempo vem defendendo as restrições de voo para limitar o ruído de aeronaves em áreas residenciais, disse que a participação em La Cañada foi contra as antigas promessas do LAPD “de fazer o máximo que eles puderem para garantir que eles voam o mais alto possível quando não estiverem ativamente desempenhando a sua missão.”

Anderson, um engenheiro aeroespacial semi-aposentado, disse que os moradores entendem que o LAPD usa helicópteros para aumentar as suas patrulhas, mas também disseram que voos desnecessários, financiados pelos contribuintes eram inaceitáveis.

“Voar com esses helicópteros é muito caro, e cada viagem precisa ser justificada,” disse ele. “Deixe que eles usem um helicóptero particular. O fato de não ser nem nos limites da cidade é ainda mais estranho.”

Fonte: Los Angeles Times/ Reportagem: Richard Winton, Kate Mather & Joel Rubin

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários