Mais de R$ 30 milhões serão investidos na segurança na fronteira de Mato Grosso

A segurança pública da região de fronteira de Mato Grosso com a Bolívia receberá aproximadamente R$ 33 milhões em investimentos oriundos do programa Estratégia Nacional de Segurança Pública na Fronteira (Enafron), do Ministério da Justiça. O investimento dará mais qualidade aos serviços prestados pelas unidades de Segurança Pública na região de fronteira. O andamento dos convênios do Enafron foi apresentado aos membros do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira (GGI-F) durante a reunião no final do mê de março, em Cáceres/MT.

fronteira2

Desse total, R$ 17.428.226, são destinados para a aquisição de materiais, equipamentos e viaturas para as unidades de segurança pública dos municípios que formam a faixa de fronteira com o objetivo de melhorar a estrutura operacional e aperfeiçoar a policiamento na região. Através desse recurso, o Gefron recebeu duas embarcações de alta tecnologia que irão atuar no policiamento fluvial na fronteira do Brasil com a Bolívia.

De acordo com o coordenador do Gefron, major PM Wankley Rodrigues, foram investidos mais de R$ 900 mil na compra dos dois barcos. “As duas embarcações possuem alta tecnologia com motor 220hp hidrojato e capacidade de atuar em áreas com águas rasas e profundas, favorecendo a fiscalização na região do Pantanal”, falou.

Mais R$ 13.044.500,00 serão investidos para a compra de equipamentos de comunicação. O convênio prevê a instalação de todo o aparato de comunicação que vai desde o sistema de rádio até os aparelhos de comunicação instalados nas viaturas. O recurso irá garantir a cobertura total via rádio em toda a região de fronteira.

“Vamos conseguir comunicar em qualquer ponto da região de fronteira com o Gefron em Porto Esperidião onde estará à base de comunicações”, disse o coordenador do GGI Estadual, tenente-coronel BM Átila da Silva.

fronteira

Ainda, através dos convênios com o Enafron, a Sesp pretende investir R$ 2,5 milhões para aquisição de uma aeronave que será destinada para o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) visando fortalecer a fiscalização aérea na região de fronteira.

“Os investimentos na fronteira irão melhorar a estrutura das instituições que atuam na região e a qualidade de vida dos moradores, trazendo mais tranqüilidade à população”, disse o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante dos Santos.

Plano Estratégico de Fronteira

A disponibilização do recurso está previsto dentro do Plano Estratégico de Fronteira, no âmbito da Estratégia Nacional de Segurança Pública na Fronteira (Enafron), no qual Mato Grosso está inserido, e que prevê um conjunto de ações entre órgãos federais e estaduais, tendo como foco a prevenção, controle e fiscalização dos delitos transfronteiriços e dos praticados na faixa da fronteira brasileira.

Fonte: SESP/MT.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

9 − 9 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários