Mais uma vez Águia resgata aventureiros na Serra do Mar/SP

Cinco pessoas, três homens e duas mulheres, com idades entre 18 e 30 anos, resolveram aproveitar o domingo para se aventurar no Parque Estadual da Serra do Mar e acabaram perdidos.

Após horas na mata, eles foram localizados no final da tarde de domingo, em local próximo a Cubatão.  A Base de Radiopatrulha Aérea de Praia Grande e o Corpo de Bombeiros foram acionados. Quatro viaturas e um helicóptero Águia auxiliaram na busca.

O grupo saiu de Francisco Morato e iniciaram a trilha em Paranapiacaba, por volta das 6 horas da manhã. O destino era o Poço das Moças, ponto muito procurado por aventureiros.

No entanto, devido à pouca experiência para lidar com as condições adversas na mata e a falta de conhecimento do percurso, o grupo se perdeu. Uma das integrantes do grupo teve um ferimento na perna, o que agravou a situação. Ela não podia andar e foi carregada pelos amigos. O pedido de ajuda só foi possível por meio do celular de um dos homens.

De acordo com o Tenente da Polícia Militar, Anderson Santana Silva, sete policias da Base de Radiopatrulha Aérea de Praia Grande participaram da ação com o auxílio de um helicóptero Águia. Outras quatro viaturas do Corpo de Bombeiros foram acionadas. O grupo foi encontrado próximo à Cubatão no final da tarde desde domingo. Eles foram encaminhados para o Pronto-Socoro Central de Cubatão.

“Eles estavam no meio do caminho. É comum pessoas se perderem tentando chegar ao Poço das Moças. Eles não conhecem o caminho e se aventuram. Isso é arriscado. É preciso a ajuda de um guia ou a orientação de um profissional de um dos núcleos do Parque Estadual”, alerta o tenente.

Fonte: A Tribuna

2 COMENTÁRIOS

  1. MAIS UMA VEZ!!
    AGORA SÓ FALTA O ESTADO ACIONÁ-LOS JUDICIALMENTE COBRANDO OS CUSTOS DA OPERAÇÃO!!!!

    SALVAMENTO PARA UM CASO DE ACIDENTE POR QUALQUER OUTRO MOTIVO CERTAMENTE DEVE SER GRATUITO, MAS PARA CASOS DE “PERDIDOS” EM MATAS, AINDA MAIS NUM PARQUE ESTADUAL, LOCAL DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL, POIS PESSOAS SE AVENTURAM SEM TÉCNICAS, EQUIPAMENTOS, GUIA E ETC; DEVEM SIM SER COBRADAS PELOS CUSTOS DE UMA OPERAÇÃO DESTE TIPO, A POR SUA IRRESPONSABILIDADE E INOBSERVÂNCIAS DE REGRAS, OBRIGAÇÕES, PROIBIÇÕES E ETC.

    PARABÉNS AOS PROFISSIONAIS DO GRPAe/BASE PRAIA GRANDE.
    BONS VOOS.

  2. O Policial Rodoviário Federal morreu durante Curso de Operador de Equipamentos Especiais, na Paraíba e fica aqui meus sentimentos a familia PRF como a familia do policial rodoviário federal Fernando Luis Sousa Pires, de 31 anos.
    Sgt Moreira PB
    Operador de Equipamentos Especiais
    turma 2003 Corpaer Belo Horizonte

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

dez + 3 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários