Médicos cometem erro grave ao fazerem churrasco perto do heliporto do hospital

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Um helicóptero transportando um paciente de uma ilha remota para o hospital da cidade foi forçado a desviar para um aeroporto depois que o piloto avistou médicos fazendo churrasco próximo ao heliporto.

A aeronave do Serviço de Ambulâncias Escocês teve que abortar um pouso previsto no Hospital Lorn & Islands em Oban, no condado de Argyll. A aeronave se aproximava do hospital quando um tripulante percebeu que haviam médicos residentes cozinhando na churrasqueira a poucos metros do local de pouso.

scottish-ambulance-service-helicopter

O piloto solicitou que uma ambulância os encontrasse em solo e, então, partisse para o Aeroporto de Oban, a 11 km de distância, em North Connell.

Os detalhes do incidente vieram à tona depois que a investigação pelo NHS Highland foi iniciada. O órgão de saúde afirmou que nenhuma vida foi colocada em risco por causa da alteração nos planos de aterragem, mas confirmou que ‘conselhos’ seriam dados para a equipe médica com o intuito de evitar que incidentes como este se repitam.

Um informante do hospital descreveu o incidente como ‘constrangedor’ e acrescentou: O fato de uma ambulância aérea não poder entregar seu próprio paciente porque alguns médicos desfrutam de um churrasco ao sol ao lado do heliporto não é algo agradável de se presenciar.

“O hospital é um recurso essencial para as pessoas de Argyll, zona rural periférica, e para aqueles em Hebridean islands.

“Para o paciente, ter que ouvir que eles terão que aterrar a quilômetros de distância e, depois, ter que enfrentar uma viagem de ambulância para chegar ao hospital, é, francamente, vergonhoso. Aparentemente, os médicos nem perceberam o que tinham feito. Mas, não perceberam que aquele objeto grande e barulhento sobrevoando a cabeça deles estava tentando pousar?” O Serviço de Ambulâncias Escocês confirmou os detalhes do incidente, mas insistiu que nenhuma vida foi colocada em perigo.

Um porta-voz disse que o helicóptero, baseado em Glasgow, estava efetuando uma transferência ‘habitual’ de uma ilha para o hospital e buscava o paciente em transferência para a cidade.

Ele acrescentou: “Um helicóptero de ambulância aérea durante uma transferência médica habitual sem emergência não conseguiu aterrar no Hospital Lorn & Islands devido a um potencial perigo perto do heliporto.

“O helicóptero voou para o aeroporto de Oban, onde foi reabastecido, como planejado, e de onde o paciente foi transferido para o hospital, através de uma ambulância terrestre”. Veronica Kennedy, gerente interina da localidade no Hospital Lorn & Islands, disse que “medidas serão tomadas” para evitar que isto se repita.

“Um helicóptero durante uma transferência médica habitual sem emergência não conseguiu aterrar no Hospital Lorn & Islands devido a um potencial perigo perto do heliporto,” disse ela.

“Isso aconteceu à noite, aproximadamente às 21:00. “O helicóptero voou para o aeroporto de Oban, onde foi reabastecido, como planejado, e o paciente foi transferido para o hospital, através de uma ambulância terrestre”.

“O risco estava no fato de o pessoal médico estar fazendo churrasco do lado de fora do seu alojamento, que fica cerca de 46 metros de distância da área de aterragem.

“Eles não estavam cientes de que isso poderia causar um problema. Medidas serão tomadas para garantir que isso não aconteça no futuro.”

Fonte: Scottish Express/ Reportagem: Stephen Wilkie

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários