Operação policial prendeu 10 pessoas em Santa Rosa/RS

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Rio Grande do Sul – Por volta do meio dia do dia 28/07, a maioria da população de Santa Rosa teve o olhar atraído para o céu da cidade, na operação realizada pela Polícia Civil denominada Parcão.

O que mais chamou a atenção da população foi nos céus da cidade, onde um helicóptero da Polícia Civil auxiliou nas buscas e no cumprimento dos mandados, voando baixo pelo centro e em algumas vilas da cidade. A aeronave com prefixo PR-HPC, tem sua base no hangar da Polícia Civil, no Aeroporto Salgado Filho, na Capital.

helico-3-30-07-2014-16-23

Ela tem capacidade para piloto, co-piloto e quatro tripulantes operacionais. O B3e é a mais recente versão da família Esquilo, fabricado há 30 anos no Brasil pela Helibras e com recentes atualizações em seus componentes.

O modelo traz motor Turbomeca Arriel 2D, de 952 shp, além da configuração multimissão, com moderno sistema de comunicação e navegação, rádio policial, trem de pouso alto com degrau alongado, corta cabos, separador de partículas, 2 portas corrediças, guincho de salvamento para 204 kg, gancho de carga para 1400 kg, equipamento de combate a incêndio, farol de busca com 30 milhões de candelas, kit rappel para lançamento por ambos os lados da aeronave, duplo comando, assentos anti-crash para os pilotos, assentos operacionais para tropa, maca dobrável para resgate, pintura de alta visibilidade das pás dos rotores, entre outros equipamentos destinados às atividades da Polícia Civil.

PR-HPC

Segundo o delegado Francisco Soares do DEIC, Chefe do Serviço de Apoio Aéreo, responsável pelo processo de compra da aeronave no âmbito da Polícia Civil, a aquisição do Helicóptero, modelo AS 250 B3e, da empresa Helibras, de tecnologia francesa do grupo Eurocopter, é fruto do convênio de nº 11/2009 – Pronasci/Senaspi/MJ firmado através do contrato de nº 157/2011 e foi adquirido pelo valor de R$ 7.740 milhões, e foi adquirido em novembro de 2012.

O helicóptero  é  utilizado em todo o Estado do Rio Grande do Sul e faz parte do Serviço de Apoio Aéreo da Polícia Civil, que está vinculado ao Departamento Estadual de Investigações Criminais – DEIC.

Ainda conta com o Grupamento de Operações Aéreas composto por 12 tripulantes operacionais também subordinados ao DEIC.

Fonte: Santa Rosa em Dia, via Ijui

- Anúncio -

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns à PCRS pelo belo trabalho em prol da sociedade. É um excelente exemplo do bom uso de aeronaves policiais e do resultado do trabalho e dedicação dos integrantes da aviação de segurança pública do RS. Congratulações especiais ao Del Francisco Soares que, além de chefe da unidade, é o principal responsável por todo esse sucesso. Bons voos.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários