Pará anuncia redução na criminalidade e intenção de compra de 5 novos helicópteros

Os índices de criminalidade do mês de outubro deste ano caíram 5,6%, em relação ao mesmo período do ano passado. Se comparados o período de janeiro a outubro de 2010, com os mesmos meses de 2011, a queda é de 12,5% em todo o Pará. Os números mais expressivos são referentes aos crimes de latrocínio (-55,45%) e homicídio doloso (-31,83%), comparando 2011 a 2010. Os dados fazem parte de levantamento feito mensalmente pelo Sistema Estadual de Segurança Pública e que foi divulgado nesta sexta-feira (18).

 Os dados são positivos no que diz respeito às ocorrências de crimes de tráfico de drogas, que aumentaram em 41,79%. A alta no percentual significa mais prisões nesta modalidade de crime e menos violências nas ruas, enfatizou o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, durante entrevista coletiva no Centro Integrado de Operações (Ciop). Esses dados positivos só foram alcançados por causa do trabalho integrado entre os órgãos do sistemas de segurança pública.

“O que possibilita esse trabalho, e o nosso grande diferencial, é a integração e o envolvimento de todos os órgãos de segurança pública existentes aqui no Estado, além dos investimentos do governo em estrutura e tecnologia, que possibilitam o alcance desses números”, enfatizou. Graças a um convênio de cooperação técnica entre o governo do Estado e o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), esses números podem ser analisados quantitativa e cada vez mais qualitativamente, conforme explicou o supervisor técnico do Dieese, Roberto Sena.

 “O Dieese ajuda na qualificação desses dados e coopera com o sistema de segurança nesse sentido. O fechamento dos dados é feito com 30 dias, por isso estamos apresentando em novembro os números de outubro, e constatamos que há uma queda muito grande no índice de criminalidade”, destacou.

 Durante a coletiva foi apresentado também o novo sistema de monitoramento das viaturas policiais, que dá ao Ciop maior poder de controle e facilita a identificação das viaturas, agilizando o atendimento das ocorrências. Em Belém o sistema já está totalmente implantado e em pleno funcionamento e será aplicado em todas as viaturas policiais do Estado até o fim do mês. Uma nova frota de embarcações e de cinco helicópteros já está em fase de licitação e deverá ser entregues ano que vem, dando mobilidade e possibilitando uma atuação policial mais efetiva.

Fonte: Agência Pará de Notícias / Dani Filgueiras

5 COMENTÁRIOS

  1. Sucesso ao Pará!
    Parabéns aos amigos TC Mauro Tadeu e Cap Jomire Pires que além de voar e ensinar a voar, obtiveram êxito na sensibilização das autoridades de que o helicóptero é uma ferramenta essencial quando se fala em segurança pública! Novos vetores para o Brasil!
    Mais um resultado concreto da política de aviação de segurança pública desenvolvido pelo extinto CONAV. Fico muito feliz por ter sido parte desta história!

    Saudades de vocês, amigos! Agora vai ficar “pai d’égua”!!!
    Bons voos e sucesso sempre!

    Cap CBMERJ Michel
    ANAC 109837

  2. ESSE É UM REAL EXEMPLO DO EMPENHO CORRETO DO HELICÓPTERO NA REDUÇÃO DE ÍNDICES DE CRIMINALIDADE, ALÉM DE POTENCIALIZAR AS AÇÕES DE DEFESA CIVIL.
    QUE ESSE EXEMPLO SEJA SEGUIDO POR OUTROS ESTADO DA FEDERAÇÃO.
    PARABÉNS, E QUE DEUS ILUMINE VOSSOS VOOS.
    CAP PMPE ROMILDO – ASP92.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

quatro × um =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários