Pegasus 09 participa de perseguição e prisão de criminosos em Uberlândia

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Helicóptero Pegasus da Polícia Militar de Minas Gerais participou de cerco e prisão a criminosos que explodiram caixas eletrônicos na cidade de Santa Juliana no dia 07/03/14 os quais foram perseguidos por viaturas pela BR-452 sentido Uberlândia.

Os infratores utilizavam um Honda Civic preto roubado e furaram quatro bloqueios feitos na rodovia, chegaram a perder o controle do veículo, rodando, mas conseguiram chegar ao bairro Morumbi, já em Uberlândia.

Foram acompanhados pela equipe do helicóptero Pegasus 09 da PM que orientava as viaturas pelo rádio sobre o sentido de fuga até que os criminosos colidiram com um ônibus.

DSC_0530

Ainda tentaram se esconder, mas foram monitorados o tempo todo pelos tripulantes da plataforma de observação aérea e foram presos. Com eles foram aprendidas armas de fogo, objetos para furar pneus, explosivos, além de ter sido recuperado o dinheiro subtraído.

Como foi a ocorrência

Ao saber da situação ocorrida e sendo desenrolada, a Aeronave Pégasus 09 e seus tripulantes, o Comandante da Aeronave Cap Christiano, o seu Comandante de Operações Aéreas, Cap Guilherme e os Tripulantes Operacionais, 1º Sgt Vinícius e 2º Sgt Marcos Ferreira, decolaram em direção a BR 452 para ajudar aos militares envolvidos no cerco e bloqueio do Honda Civic de cor preta, placa HIG 4381. O Honda Civic já havia “furado” o bloqueio de viaturas no Distrito de Tapuirama.

A Aeronave Pégasus 09 avistou o veículo em fuga sendo rastreado por viaturas. Foi visto quando o veículo “furou” mais três bloqueios e rodou na pista. Nada aconteceu e continuou a sua fuga com várias viaturas no seu encalço juntamente com o Pégasus 09.

O veículo entrou para o bairro Morumbi, no setor leste da cidade de Uberlândia, momento em que apenas o Pégasus 09 tinha visual completo dele. O Honda Civic bateu em uma motocicleta e um veículo estacionado em uma das avenidas do bairro Morumbi. O veículo tentou despistar a Aeronave em vários momentos, mas em vão.

Em um dado momento, o Tripulante 01 avistou o ônibus envolvido vindo por outra rua, momento em que solicitou ao piloto para que ficasse no pairado por que ele iria bater no ônibus, fato que aconteceu simultaneamente ao final do comunicado com o piloto.

A aeronave ficou aguardando para verificar para onde os integrantes do veículo iriam para dar maiores informações para as viaturas em solo. Os dois suspeitos que saíram do veículo foram abordados pelos militares que já estavam chegando ao local da batida.

http://www.youtube.com/watch?v=F2FZ4OdfcOA (O vídeo foi mudado para privado, por isso não é mais possível sua visualização)

Fonte: Btl RPAer / PMMG

- Anúncio -

2 COMENTÁRIOS

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários