DOA/PRF apoia Operação Iguaçu da PF e do Ibama

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Informações apresentadas ontem pela Polícia Federal do Paraná, a partir da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente e Patrimônio Histórico, colocam em dúvida a credibilidade e a metodologia de trabalho de uma das companhias de saneamento considerada das mais sérias e atuantes do País.

O resultado da Operação Iguaçu – Água Grande aponta a Sanepar, a Companhia de Saneamento do Paraná, como a maior poluidora do rio Iguaçu no Estado.

A operação, iniciada com investigações em 2009, teve ontem um de seus mais importantes momentos, com 43 equipes especializadas da Polícia Federal, do Ibama, e apoio de uma equipe da Divisão de Operações Aéreas do Departamento de Polícia Rodoviária Federal, para o cumprimento de 30 mandados de busca e apreensão em 19 cidades.

Central e regionais da empresa foram alvo de buscas, além de coletas de material para análise laboratorial. Quinze mil quilômetros foram percorridos no leito do Iguaçu, nos últimos quatro anos, e 430 amostras apanhadas foram enviadas ao laboratório da Unicamp.

O trabalho de investigação revela que 20% das estações de tratamento e esgoto da Sanepar atuam de forma clandestina. Elas não existem juridicamente e operam sem suporte de licenças específicas. A PF afirma que a empresa cobra pelo serviço de coleta e tratamento de esgoto, mas que, no entanto, não faz o trabalho adequadamente e os efluentes lançados por ela em rios e cursos de água são contaminantes. O delegado Rubens Lopes da Silva, diante do que foi apurado e da gravidade das denúncias, afirma que “a Sanepar é uma empresa de fachada”.

Outra situação grave, conforme o delegado, é que a empresa teria conhecimento de toda a situação irregular. “Ela elabora documentos de consumo interno, considerados de acesso restrito, em que informava sobre lançamento de forma inadequada e dos prejuízos ambientais que a atitude provoca”. Ontem, gerentes das unidades da Sanepar em municípios das regiões Oeste e Sudoeste do Paraná estiveram em Cascavel para prestar depoimentos na Polícia Federal.

Cidades onde PF e Ibama cumpriram mandados:

– Curitiba
– Londrina
– Maringá
– Ponta Grossa
– Cascavel
– Apucarana
– Arapongas
– Campo Mourão
– Cornélio Procópio
– Foz do Iguaçu
– Guarapuava
– Matinhos
– Santo Antonio da Platina
– Telêmaco Borba
– Toledo
– Umuarama
– União da Vitória

Fonte: O Paraná

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários