Piloto da LAPD testam óculos de segurança contra laser

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Em um evento recente, a NOIR Laser Company LLC apresentou os óculos de segurança GlareShield ™, que têm se mostrado eficaz contra iluminação maldosas de laser contra pilotos dos helicópteros da Polícia de Los Angeles (LAPD).

Em até três ocorrências no início de julho de 2011, as tripulações dos helicópteros da Divisão de Apoio Aéreo da LAPD foram intencionalmente iluminadas por lasers verdes do chão. Em incidentes anteriores, os pilotos eram obrigados a desviar-se do local imediatamente, mas durante os teste dos óculos  GlareShield ™, membros da tripulação relataram que os efeitos de ser atingido pelo laser diminui significativamente, e conseguiram permanecer no local da ocorrência e continuar suas operações. Assim, os policiais conseguem identificar com sucesso o local da emissão do laser e direcionar as patrulhas em terra para averiguar, e em vários casos efetuando prisões e confiscando os lasers.

O laser verde usado contra os pilotos da LAPD não apresentam risco de lesões aos olhos em distâncias de iluminação superiores a 200 metros, mas a sensação de ofuscamento, perda da consciência situacional, geralmente, faz com que os pilotos tomem uma atitude evasiva.

Segundo relato de um membro da tripulação da LAPD, os testes com os óculos GlareShield ™ superaram as expectativas. “Os óculos permitiu ter um impacto direto do laser nos olhos sem causar nenhum efeito “

Relatos do FAA

O uso inadequado de lasers tornou-se mais frequente e perigoso com a queda do custo de aquisição de lasers portáteis, mais poderoso e cada vez mais disponíveis ao público, de acordo com um relatório emitido em dezembro de 2010 pelo FAA americano. Não é coincidência que o número de eventos de incidente envolvendo laser e aeronaves também está aumentando. Segundo o relatório do FAA, o número de incidentes a nível nacional nos EUA, em que as pessoas apontaram lasers para aviões e helicópteros quase dobrou no ano passado, de 1.527 incidentes em 2009 para 2.836 incidentes em 2010.

Embora não se tenha registro de acidentes atribuídos a iluminação laser, existe o potencial. “Exposição súbita à radiação laser durante uma fase crítica do vôo, como na aproximação para pouso ou decolagem, pode distrair ou desorientar um piloto e causar perturbações visuais transitórias”, afirma o relatório. Helicópteros, especialmente os usados ​​pela polícia, estão em maior risco, já que muitas vezes voam em baixas altitudes e podem ser mais facilmente atingidos.

O risco é significativo: um laser verde de 5-milliwatt- a potência máxima de qualquer dispositivo vendido como um ponteiro laser comun de escritório – é uma distração para os pilotos em distâncias de até uma milha, enquanto que um laser de 125 miliwatts pode causar uma distração na cabine em distâncias de mais de 5 quilômetros. O perigo representado por uma iluminação laser aumenta durante a noite, como os olhos da tripulação estão adaptados para pouca luz, o efeito é mais pronunciado. Estas iluminações noturnas de alta potência pode ocasionar cegueira temporária e ofuscamento, mas óculos de sol, viseiras e óculos de segurança típicos não fornecem proteção contra estes riscos. Mesmo óculos de segurança normais não oferecem proteção correta contra o perigo de iluminação por laser.

GlareShields NOIR ™

Os óculos NOIR GlareShields ™ proporcionam proteção contra os efeitos incapacitantes do laser sem comprometer a capacidade do usuário em executar seu trabalho, especialmente em condições de pouca luminosidade. Os óculos GlareShields ™ otimizam a proteção dos lasers (90-99,5% de absorção da energia do feixe), enquanto ainda permitindo visualizar o local de origem do feixe (para pilotos identificar o local de origem), e sem comprometer a acuidade visual, garantindo a proteção de pilotos e policiais e ainda seu desempenho.


Fonte: Helihub / NOIR


- Anúncio -

2 COMENTÁRIOS

  1. Esse tipo de laser está sendo usado no mundo todo contra nossa segurança de voo.

    Aqui em Floripa já aconteceu em dois voos meus noturnos e próximo do Hercílio Luz, inclusive a TWR solicitou, em um dos voos, se conseguiríamos identificar a origem do feixe de laser.

    Ainda não achei no Brasil os óculos, mas é bom informar que isto foi uma iniciativa da Eucopter e derrepente…

    Não nos esqueçamos que as lentes vermelhas ainda descansam os bastonetes do globo ocular melhorando a visão periférica usada no voo noturno.

    Excelente reportagem!

    Um grande abraço a todos e bons voo,

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários