Pilotos policiais são lesionados por feixe de raio laser nos EUA

Um raio laser verde pode ter lesionado os olhos dos dois pilotos do helicóptero da polícia do County Sheriff’s Office da cidade de Naples, na Flórida/EUA durante um voo noturno no Ano Novo. Os pilotos estão em observação e ainda não estão liberados para o voo.

Joseph Andreasen e Shawn Bogart, pilotos do helicóptero,  estavam em um voo de patrulha, por volta da 01:00 de sábado (01/01/11), quando um feixe de luz laser verde brilhou pelo lado esquerdo do helicóptero, ferindo ambos os olhos esquerdo dos pilotos, segundo relato de Bogart.

Dois adolescentes foram acusados criminalmente por emitir o laser que obrigou os pilotos a pousarem o helicóptero imediatamente, procurar tratamento e avaliação médica, pois tiveram os vasos sanguíneos dos olhos rompidos.

“Nós vamos rever os exames do seu médico quando recebê-los. O conteúdo desses exames determinará se eles serão capazes de voltar imediatamente ao vôo “, disse o porta-voz da polícia após o incidente.

Os Lasers verdes – um caso crescente nos EUA

Lasers verdes são um perigo crescente para milhares de pilotos em todo os EUA segundo um relatório da FAA divulgado em dezembro.

A FAA não comunicou qualquer falha causada por lasers, mas relata que os riscos são altos.

Esses riscos aumentam quando se utiliza óculos de visão noturna, como os que os pilotos usavam no voo.

Os dois suspeitos adolescente foram detidos e acusados do crime. Apontar um laser em uma aeronave é punível com até cinco anos de prisão nos EUA.

“Eles afirmaram que não sabiam que era ilegal para apontar um laser para o helicóptero e que eles estavam apenas brincando”, relatou os policiais.

Análise feita pela FAA

A FAA concluiu um estudo de cinco anos entre 2004 e 2008, envolvendo cerca de 2.600 ocorrências de aviões serem atingidos por feixes de laser. Os resultados foram publicados no website da FAA em Dezembro.

A principal conclusão: “O aumento da percentagem de relatos de iluminação de aeronaves por laser em altitude igual ou inferior a 2.000 pés que envolvem a luz laser verde pode representar uma ameaça crescente à segurança da aviação”, informou a FAA.

Lasers verdes representaram quase 90 por cento dos relatórios.

As preocupações com luzes de laser verdes são muito mais elevadas do que os lasers de outras cores. São 28 vezes mais brilhante que um raio laser vermelho equivalente, segundo o FAA.

Cerca de 58 por cento de todos os relatos, aviões iluminados por lasers culminou em detenção do autor, 30 por cento causaram danos e dor, e 52 por cento causaram problemas operacionais, segundo informe do FAA.

“Lasers também podem causar lesões temporária ou permanentes aos olhos dos pilotos, tripulação e passageiros. O olho é extremamente suscetível a lesão devido a córnea no olho foca a energia do laser sobre uma pequena porção da retina “, informou a FAA.


Fonte: Naples News


Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

oito + sete =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários