Polícia do Condado de Fairfax/ EUA – Uma Lição de Versatilidade – Parte II

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

VALORES

Quando questionado sobre o que faz a Unidade de Aviação do Condado de Fairfax ser ímpar, Schaaf confirmou o papel dual dos TFOs/ Oficiais EMS, mas ele também comentou sobre a especialização das funções do Piloto e do TFO.   Ele disse, “Especializamos como Pilotos ou TFOs e nunca misturamos as coisas.”  Por que isto é tão importante? A maioria dos voos de missões são em resposta direta aos incidentes em desenvolvimento. Em outras palavras, eles fazem muito pouco patrulhamento.

A unidade incorpora um procedimento de preparação extremamente disciplinado. Espera-se que os helicópteros sejam ligados dentro de um minuto após receberem um pedido de prioridade e estejam no ar dentro de 90 segundos. Com este tipo de tempo de resposta, as funções e os deveres do trabalho precisam estar claramente definidos.

b429-fairfax1-2x

Quando estão auxiliando o patrulhamento de unidades em solo, o objetivo deles é certamente fazer uma detenção bem sucedida, e este é geralmente o caso. No entanto, eles não definem o seu sucesso desta maneira. O sucesso não é definido exclusivamente pelo que eles encontram, mas também é determinado por aquilo que eles não encontram. Schaaf explicou, “Quando um suspeito corre para dentro de uma floresta de 12 hectares e o helicóptero consegue determinar entre 1 e 2 minutos que o suspeito NÃO está naquela floresta, o tempo e os recursos poupados e o ganho em habilidade para utilizar aqueles recursos em algum outro momento é primordial.”  Ele completou, “O aspecto psicológico de se ter o helicóptero no ar é um outro fator que contribui para o impedimento de crimes e favorece o ato de render-se de forma pacífica.”

SEGURANÇA

Além da versatilidade e dos valores, a palavra SEGURANÇA define a cultura deles melhor do que qualquer outra. A unidade está constantemente procurando por perigos que existem, e por aqueles que eles ainda precisam descobrir. Ao fazerem isto, eles identificam as áreas de risco que eles precisam eliminar.

Ironicamente, o treinamento de voo representa apenas 2% do total de suas operações. A razão por esta baixa porcentagem é que eles incorporam todas as atividades de voo como um treino ativo.

Você deve estar se perguntando, se a unidade estivesse verdadeiramente interessada em fornecer valores para os seus cidadãos, por que então eles escolheram um helicóptero bimotor?  Afinal de contas, helicópteros monomotores poderiam ser usados para este trabalho a um custo operacional mais baixo. A resposta está em uma única palavra – SEGURANÇA. O Executivo do Condado envolvido nesta decisão foi um ex-veterano do Vietnã que tinha um senso de responsabilidade sobre voar uma aeronave monomotor sobre uma área densamente povoada.

Heliport3

Vários outros fatores também foram levados em consideração quando o helicóptero bimotor foi escolhido, mais particularmente o Bell 429. Decolagens e aterragens do tipo categoria A têm sempre feito parte da estratégia de gestão de risco do Condado de Fairfax. Se uma falha no monomotor é uma ameaça, a visão deles é que existe uma ameaça ainda maior com obstáculos, colisão com fios ou perda de controle. Uma aeronave homologada na categoria A pode desempenhar essas decolagens e aterragens com uma margem de segurança muito maior.

O Bell 429 também é capaz de gerar 100% de RPM e fica pronto para voar dentro de 70 segundos a partir do momento que a bateria é ligada, o que melhora o tempo de prontidão e resposta.  Além disto, o Bell 429 satisfaz os critérios de que uma aeronave carregue competentemente um paciente, a tripulação e um segundo piloto ao mesmo tempo . Por fim, a aeronave permitiu aos pilotos atualizar para Regras de Voo por Instrumentos (IFR), sendo que não haviam opções práticas de monomotores leves que satisfizessem estes critérios.

CONCLUSÃO

A Unidade de Aviação do Condado de Fairfax fornece um serviço fantástico para seus contribuintes. É uma unidade dedicada ao servimento das necessidades da aviação policial e dos EMS. Os seus objetivos são atendidos devido ao seu investimento em equipamentos de última geração, treinamento, segurança e versatilidade da tripulação. Em tempos de cortes no orçamento e restrições, é animador ver uma agência do governo usando a abordagem “segurança em primeiro lugar – orçamento em segundo” quando se trata de proteger a vida de seus funcionários e contribuintes.

NOTA DOS EDITORES

Desde a cobertura inicial desta história, o Piloto Chefe Paul Schaaf se aposentou da Unidade de Aviação do Condado de Fairfax e assumiu uma nova posição como Vice-Presidente de Operações com a Associação Internacional de Helicópteros.  A RPMN deseja a Paul muito sucesso em sua nova posição.

Fonte: RPMN via JustHelicopters/Reportagem: Lynnette Burks

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários