Polícia de Botsuana encomenda três AS350 B3e da Airbus Helicopters

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

A Polícia de Botsuana, no sul da África, assinou recentemente um contrato de compra de três novas aeronaves AS350 B3e da Airbus Helicopters para a sua Seção de Apoio Aéreo.

Os novos helicópteros serão personalizados de acordo com as especificações do Serviço Policial de Botsuana e incluirão a instalação de equipamentos de visão noturna para as operações noturnas e outros equipamentos de aviação policial. O início da entrega das aeronaves está previsto para o final de 2015.

Os novos helicópteros, com seus recursos aprimorados, irão cumprir as exigências de expansão da aviação policial e das forças policiais de prevenção ao crime de Botsuana.

© Airbus Helicopters do Sul da ÁFrica Pty Ltd
© Airbus Helicopters do Sul da ÁFrica Pty Ltd

Arnaud Montalvo, Gerente Geral da Airbus Helicopters no sul da África, disse: “Estamos muito orgulhosos por manter a nossa relação com a Unidade de Apoio Aéreo da Polícia de Botsuana e por ela ter selecionado o AS350 B3e, que tem uma excelência comprovada em missões policiais – principalmente em ambientes quentes e de alta altitude, típicos da maior parte de Botsuana. Estamos confiantes que estas aeronaves contribuirão significativamente para a proteção e defesa dos cidadãos de Botsuana.

Além dos helicópteros, a Airbus Helicopters também fornecerá treinamentos para os pilotos e mecânicos da Seção de Apoio Aéreo da Polícia de Botsuana.

A aeronave AS350 B3e faz parte da família Esquilo da Airbus Helicopters e foi selecionada por sua eficiência e desempenho incomparável nos ambientes quentes e de alta elevação típicos de Botsuana. O seu motor a turbina Turbomeca Arriel 2D produz uma potência maior, dando ao helicóptero uma manobrabilidade única, assim como um desempenho e uma versatilidade de carga útil também maiores em comparação com outras máquinas de tamanho semelhante.

No mundo todo, incluindo no sul da África, as aeronaves da Airbus Helicopters são consideradas as melhores dentro de suas categorias e são, sem dúvida, as favoritas das agências de aviação policial. Assim como em Botsuana, a polícia da África do Sul, da Namíbia e da Angola selecionaram os produtos da Airbus Helicopters, incluindo diversos variantes do AS350 B2, B3 e B3e.

A Airbus Helicopters já vendeu no mundo todo, até hoje, mais de 5.800 aeronaves da família Esquilo (4.900 estão em serviço), incluindo mais de 1600 (1152 B3 / 476 B3e) máquinas da série B3, para mais de 1.800 operadoras em 120 países, incluindo várias agências civis e de aviação policial.

Sobre a Airbus Helicopters do Sul da África (AHZA)
A Airbus Helicopters do Sul da África (AHZA) foi fundada em 1994.  A sua sede fica localizada no Grand Central Airport, perto de Joanesburgo e Pretória, e possui centros de serviço na Cidade do Cabo e em Durban. A AHZA opera uma frota de mais de 230 helicópteros.

Sobre a Airbus Helicopters
A Airbus Helicopters, antes Eurocopter, é uma divisão do Grupo Airbus, pioneiro mundial em serviços relacionados à defesa e ao espaço aéreo.  A Airbus Helicopters é a fabricante de helicópteros nº 1 do mundo e emprega mais de 23.000 pessoas em todo o mundo.  Com 46 porcento de quota de mercado nos setores civil e de segurança pública, a frota em serviço da empresa inclui cerca de 12.000 helicópteros operados por mais de 3.000 clientes em aproximadamente 150 países. A presença internacional da Airbus Helicopters é marcada por seus centros de apoio ao cliente e participações em 21 países, e por sua rede mundial de centros de serviço, instalações para treinamento, distribuidores e agentes habilitados.  A variedade de helicópteros civis e militares da Airbus Helicopters é a maior do mundo; suas aeronaves incluem um terço da frota mundial civil e parapública.  A prioridade principal da empresa é garantir a operação segura de suas aeronaves para milhares de pessoas que voam mais de 3 milhões de horas por ano.

 Fonte: Airbus Helicopters

 

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários