Polícia de Miami-Dade próxima de começar a operar VANTs

Em lugares como Cabul, Gaza e Bagdá, veículos aéreos não tripulados pairando sobre casas, no acompanhamento de suspeitos e monitoramento de inimigos são uma realidade diária. Então onde será o próximo lugar que esses drones de alta tecnologia estarão? Condado de Miami-Dade, naturalmente!

O Departamento de Polícia de Miami-Dade (MDPD) pode se tornar a primeira grande força policial metropolitana americana a utilizar regularmente drones em suas missões aéreas. O departamento negociou a compra de um pequeno VANT chamado de T-Hawk da empresa de defesa Honeywell e oficializou um pedido de autorização na FAA no mês passado para começar a operar voos ao redor do município.

O que não está claro é como a polícia vai resolver o conjunto de questões espinhosas de privacidade que pairam em torno dos planos de utilização deste novo e poderoso olho no céu.

“Neste ponto, isso realmente não importa se você é contra essa tecnologia, porque ela está aí”, diz PW Singer, autor de Wired for War , e especialista em VANTs. “O precedente que será aberto em Miami pode ser enorme.”

Drones, ou VANTs, explodiram em popularidade nos últimos cinco anos. Conforme Singer escreve em seu livro, os militares pouco usaram a tecnologia durante a invasão do Iraque em 2003. Agora, o Exército e a Força Aérea têm mais de 7.000 VANTs no exterior, e 44 outros países também operam os aparelhos.

Mas Miami-Dade está desbravando um território novo para as forças policiais. Policiais de Houston testaram VANTs e no Colorado existe um VANT para localizar veículos, mas ninguém implantou ainda um avião não-tripulado em uma grande área metropolitana.

“Miami-Dade está realmente na frente dessa tendência”, diz Lindsay Voss, pesquisador da Associação para Unmanned Vehicle Systems International (AUVSI), um grupo comercial.

MDPD está mantendo em sigilo os detalhes de seu acordo com a Honeywell. O serviço não respondeu ao pedido de informações sobre o contrato, mas fontes confirmam que o VANT do departamento é Honeywell T-Hawk.

As aeronave de cerca de 9 kg, que se assemelha a um aspirador de pó pairando com câmaras montadas nas laterais, tem uma autonomia de 46 minutos a uma hora, chegar a 10.000 pés de altitude e velocidade de cruzeiro de até 50 km/h, segundo a Honeywell.

A FAA nunca aprovou a operação de um VANT para voo regular em uma área urbana, e não está claro quanto tempo levará para se obter tal autorização.

Quando isso acontece, o MDPD provavelmente vai implantar a aeronave em seu Special Response Teams. Portando potentes câmeras de alta definição e infravermelho, o VANT poderia seguir suspeitos, realizar varreduras no entorno de casas e olhar através das janelas.

“Nós temos visto no Iraque e no Afeganistão que quando os soldados precisam de uma espiada do céu, eles tem sido extremamente proveitosos”, diz Voss. “Essas mesmas qualidades também podem ajudar as cidades.”

Mas os VANTs também despertaram críticas estridentes de grupos de direitos humanos, que dizem que os aparelhos violam direitos básicos. A Anistia Internacional condenou recentemente o uso sufocante de VANTs por Israel para a vigilância em Gaza.

Isso pode parecer inverossímil, em Miami-Dade – mas os políticos, policiais e advogados terão em breve um novo reino de questões de privacidade para brigar.

“Todos os aspectos legais, éticos e políticos e as consequentes complicações e questões que temos de descobrir são enormes”, diz Singer. “O que parecia ficção científica há alguns anos atrás está se tornando realidade.”

Fonte: Miami Dade News.

1 COMENTÁRIO

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

8 + oito =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários