Polícia Militar de Minas Gerais forma pilotos de avião

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Minas Gerais – A Esquadrilha Pégasus há 25 anos tem a tarefa de operar como Unidade aérea da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), buscando se aprimorar a cada dia, tanto em suas técnicas, como aeronaves e talentos humanos, garantindo constantemente um elevado padrão de segurança nas operações aliado à busca incessante do cumprimento da missão.

Neste sentido, além do uso já consolidado de aeronaves de asas rotativas, o emprego de aeronaves de asas fixas em atividades de segurança pública com possibilidades diversas de atendimento às necessidades da comunidade, teve seu uso ampliado nos últimos anos, através de investimentos na formação e aperfeiçoamento de pilotos e tripulantes aptos a realizar este tipo de missão, que na verdade é a precursora de todos os serviços aeropoliciais.

No mês de maio de 2012 o Batalhão de Radiopatrulhamento Aéreo da PMMG encerrou o seu 1º Curso de Comandante de Operações Aéreas/Piloto Privado de Avião, entregando à sociedade 06 (seis) novos Oficiais que se encontram aptos a realizar as diversas tarefas típicas do emprego de aeronaves em missões de Segurança Pública e Defesa Civil.

A formação dos policiais teve início em fevereiro de 2012, num curso que abrangeu além das matérias necessárias à obtenção de habilitação junto à ANAC para início das aulas práticas, disciplinas teóricas e práticas ligadas à doutrina de emprego das aeronaves nas atividades de Segurança Pública, denominado “Curso de Comandante de Operações Aéreas”.

O módulo teórico ainda incluiu o Ground School (familiarização) da aeronave Embraer 711-ST (Corisco Turbo) na qual os novos pilotos irão iniciar o treinamento prático, momento em que foram repassados os parâmetros de funcionamento da aeronave, localização de instrumentos e aviônicos no painel além dos procedimentos para operação normal e em emergência.

A qualidade do treinamento prestado pelo Núcleo de Formação Aeronáutica (NFAer) da PMMG pôde ser atestada com a aprovação de todos os formandos na banca da ANAC, realizada em 25 de maio último.

Após o término das instruções práticas, os Oficiais passarão a ser empregados em operações no âmbito de todo o Estado de Minas Gerais como copilotos, com as diversas responsabilidades e atribuições inerentes, além de assumirem funções dentro da estrutura do BRpAer.

Os formandos são:

1º Ten PMMG Frederico Martins de Paula Neto
1º Ten PMMG Rafael Cruz Martins
1º Ten PMMG Gustavo Costa Ferreira
1º Ten PMMG Jean Carlos Inacio da Silva
1º Ten PMMG Eduardo Godinho Pereira
2º Ten PMMG Richard Rausch Gea Silva

Esquadrilha Pégasus 25 Anos – a ajuda que vem do céu!

- Anúncio -

5 COMENTÁRIOS

  1. Sei que isso incomoda a muita gente, como leigo não entendo o porquê, do Policial Militar se formar em aviador e ainda por cima ter sua habilitação homologada pela ANAC uma agência puramente civil – isso me parece uma distorção grande, acho que a FAB deveria se pronunciar e reconhecer que o piloto de aviação de segurança pública, num é um mero civil ou um piloto privado de avião, é um profissional diferenciado que numa hipotética guerra ou grave crise instituicional as FAA seriam os primeiros a incoporar esses profissionais à sua força, é fato.

  2. O trabalho da aviação policial poderia ser aprimorada com o uso de imageadores, tipo Flir ou similar.com transmissao ao vivo das imagens captadas, para helivoptero ou aviao. De qq lugar do estado para qq lugar do mundo. Outra tecnologia possível de uso nos helicópteros e o localizador de celular. Nos temos estes produtos e entregamos instalados e funcionando.
    Parabéns para a equipe de formandos e a Pm por mais esta iniciativa.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários