- Anúncio -

São Paulo – Nessa quarta-feira (26), a 1º Tenente Mayara Roberta Mieko Tanaka de Moraes tornou-se a primeira mulher Comandante de Aeronave da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

1º Tenente Mayara. Comandante de Aeronave. Foto: Johnny Muga de Chiara.

A oficial foi declarada apta a assumir o comando das aeronaves “Águias” pelo Conselho de Voo da unidade. O Cel PM Paulo Luiz Scachetti Júnior, Comandante da Aviação da Polícia Militar, depois de presidir o conselho, aprovou sua ascensão a comando.

Mayara cumpriu com êxito todas as etapas que envolvem o treinamento de voo avançado e o programa de voos avaliados.

Em 2013, a oficial ingressou no Grupamento Aéreo e desde 2015 atua na Base de Aviação de Presidente Prudente. Mas antes de passar no concurso para piloto e ingressar no Grupamento, Mayara percorreu um longo caminho.

Em 2005, aos 17 anos, Mayara passou na Academia da Polícia Militar do Barro Branco (APMBB), pela influência do pai, que foi policial, mas saiu da corporação nos anos 90 para trabalhar no Japão. “Mas aí ficou meio que um arrependimento de ter saído, eu acho, aí ele incentivou a gente a entrar”, lembrou. “Ele sempre comentava como era o serviço na polícia e isso influenciou. Tanto que sou tenente e meu irmão também. Então nós dois seguimos a carreira que seria do meu pai”, contou.

“Ingressei em 2005, com 17 anos, era bem nova, mas a polícia me ensinou muita coisa. Então, apesar de ter ingressado bem jovem, a gente tem bastante ocorrência, ganha vivência, que nos fazem amadurecer um pouco mais rápido por causa dessas situações que acabamos vivenciando”, declarou.

Quando se formou, em 2008, antes de ir para o Grupamento, a Tenente Mayara foi trabalhar no 18º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPM/I), em Presidente Prudente, e um ano depois seguiu para o 42º BPM/I, em Presidente Venceslau.

- Anúncio -

1 COMENTÁRIO

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários