Por dentro do CIOPAER/RN

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Quando falamos em patrulhamento aéreo no Rio Grande do Norte, temos como responsáveis por este apoio o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), que é uma junção de todas as forças da Segurança Pública do Estado, onde trabalham juntos a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil.

Criado no ano de 2002 o Ciopaer hoje tem um efetivo de 17 pessoas, peritas em operações aéreas. O plantel é coordenado pelo coronel Aldrin Brito que vem auxiliando as operações policiais e a coordenação de viaturas. Além do patrulhamento o Centro realiza ações de busca e salvamento e transporte médico.

“Nossa equipe é multifuncional, pois hoje nossa trabalhamos como plataforma de orientação para o policiamento, busca e salvamento, transporte de enfermos e agora assinamos um convênio recente para realizar transportes de órgãos”, informa o coronel.

“Com o Potiguar 1 economizamos tempo, e o melhor, salvamos”, diz Brito.

Ainda segundo Brito, este convênio assinado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) irá auxiliar nos salvamentos de enfermos em pontos de difícil acesso, e também fará o transporte de órgãos da capital para o interior e vice-versa por meio da central de transplante.

“Agora nossa equipe terá a oportunidade de salvar mais vidas, pois junto da central de transplantes faremos com que os órgãos sejam entregues em tempo ágil, coisa que não era possível no interior antigamente, pois este transporte era terrestre. Agora com o Potiguar I economizamos tempo, e o melhor, salvamos”, diz.

À disposição desta equipe está o helicóptero de fabricação Francesa AS-350-B2 do tipo esquilo, que pode voar uma média de três horas por dia com seu tanque cheio. O responsável pela condução da aeronave é o comandante Júlio Felix Garcia Viana que também é instrutor dos três alunos da instituição.

O comandante Félix nos explicou que o patrulhamento de uma aeronave como o “Potiguar I” equivale a um total de 20 viaturas e 150 policiais.

“Foi divulgada recentemente em São Paulo uma pesquisa que mostra que a aérea de cobertura de uma aeronave é equivalente a 20 viaturas e 150 homens, porém não se deve confundir que uma irá substituir a outra, pois as abordagens são terrestres e nós apenas damos o apoio lá por cima”, frisa o coronel.


Fonte: No Minuto


- Anúncio -

10 COMENTÁRIOS

  1. Aos nobres tripulantes do CEIOPAER-RN desejo sucesso e bons voos, que venha a crescer e se firmar como órgão integrado de atividades aéreas no campo da Defesa Civil e da Segurança Pública no Estado do Rio Grande do Norte.

    TC BM Rogério.

  2. Parabéns a todos do Ciopaer/RN.
    Um abraco ao amigo Sd Joel que nos brindou com a sua presenca em Minas Gerais por um curto período.

    Sgt PM Isidoro TOp/MG

  3. Aos meus amigos TEN Romualdo e SGT Soares, um grande abraço!

    Aos demais integrantes do CIOPAer RN, os sinceros votos de bons vôos e prosperidade para a unidade!

    Cmte Rodrigo Duton – MAJ PMERJ
    Grupamento Aereo e Marítimo – GAM

  4. Parabenizo toda a equipe do CEIOPAER, em especial os meus amigos Tenentes Coronéis Brito e Félix, pelo belo trabalho que vem realizando em prol da sociedade potiguar. Fica aqui o meu abraço e o desejo de muito sucesso nas missões que virão. Um grande abraço. Fiquem com Deus.

    AVIAÇÃO !!!

    Maj PM Bailosa
    GRAER/PA

  5. Parabéns CIOPAER/RN.

    E uma grande satisfação, unidades aéreas policiais estarem sempre em ascensão no Brasil.

    Abraço a todos os integrantes!

    Sd Joel continue mostrando aquilo que você aprendeu de melhor com a PMMG.

    Cb Marcelo-Mec Anv, Btl RPAER PMMG.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários