Segurança Pública participa do EGAP – Militar promovido pelo CENIPA

O XXIII Estágio de Gerenciamento Avançado de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (EGAP-MILITAR), que aconteceu nos dias 20 e 21 de março, no CENIPA, atualizou o conceito de segurança de voo junto a militares que assumiram comandos em 2012 nas organizações militares das Forças Armadas e Forças Auxiliares ligadas à atividade aérea.

Entre os 51 militares, participaram comandantes de Bases e Unidades Aéreas da Aeronáutica, Exército Brasileiro, Marinha do Brasil, Corpos de Bombeiros e Polícias Militares, com representantes dos Estados de São Paulo, Mato Grosso, Goiás, Amazonas e Distrito Federal.

O chefe do CENIPA, Brigadeiro do Ar Carlos Alberto da Conceição, ministrou a aula inaugural e abordou a importância do CENIPA no processo de prevenção de acidentes aeronáuticos no país.

O Cel Av Vaz e o Ten Cel Av Volkmer falaram, dentre outras coisas, sobre as ferramentas da prevenção, principalmente sobre a importância do relatório de prevenção, do Relatório Confidencial para Segurança de Voo (RCSV) e da Vistoria de Segurança de Voo. Falou-se também sobre a necessidade e importância da criação de indicadores, do papel do oficial de segurança de voo na organização, do Programa de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (PPAA) ser de conhecimento e do compromisso de todos e da importância da investigação na prevenção de acidentes.

No segundo dia o Ten Cel R1 Reis falou sobre a importância da manutenção de aeronaves na prevenção de acidentes e incidentes aeronáuticos. Na sequência, o Juiz Federal Honorato falou sobre a responsabilidade civil e penal na atividade aérea militar e de segurança pública e, logo após, o Cel Av Lupoli ministrou aula sobre a abordagem organizacional do acidente.

Ao final ocorreu debate entre os participantes e os instrutores do estágio, Brigadeiro do Ar Carlos, Cel Av Lupoli, Cel Av Vaz, Ten Cel Av Volkmer e Ten Cel R1 Reis, momento em que a Segurança Pública pode apresentar suas demandas, muito bem recebidas pela chefia do CENIPA.

A finalidade foi mostrar o funcionamento do Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SIPAER), que além de elevar a percepção dos novos comandantes para os aspectos da segurança de voo, valorizará o papel do elemento credenciado nas unidades militares.

Piloto Policial.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

20 − 2 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários