SERIPA I e GRAESP/PA realizam VII Seminário de Segurança de Voo

Primeiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA I) e o Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará (GRAESP) realizaram (18/10) o VII Seminário de Segurança de Voo no Hangar Centro de Convenções da Amazônia. O evento fez parte das comemorações da Semana da Asa 2012 e teve como objetivo ampliar a perspectiva da prevenção de acidentes aeronáuticos como uma missão de todos os atores envolvidos na atividade aérea.

Nos últimos 10 anos, a aviação civil brasileira totalizou 918 acidentes. Somente na área de jurisdição do SERIPA I, que compreende os estados do Pará, Maranhão e Amapá, ocorreram 98 acidentes aéreos, com destaque para os segmentos da aviação geral regular, táxi aéreo e aviação agrícola. O ano de 2011 registrou um aumento no número de acidentes em comparação com os demais, demandando a intensificação das atividades de prevenção.

Desta forma, para prevenir novos acidentes e identificar fatores contribuintes para a ocorrência de sinistros, o VII Seminário de Segurança de Voo abordou temas diversos e contou com a presença do Juiz Federal Marcelo Honorato, ex-oficial aviador da Força Aérea Brasileira, que discorreu sobre a “Responsabilidade Civil e Penal no Acidente Aeronáutico”, abordando em sua análise as implicações jurídicas que envolvem proprietários, pilotos, empresas de manutenção e todos os demais agentes envolvidos em um acidente aeronáutico.

O assessor jurídico da Associação Brasileira de Táxis Aéreos, Georges de Moura Ferreira, ministrou palestra sobre “O novo cenário do Táxi Aéreo na Aviação Civil Brasileira”, apresentando como estão distribuídas as empresas de táxi aéreo no contexto da aviação civil, suas formas de operação e os principais problemas enfrentados no segmento.

O engenheiro da EMBRAER, Fábio Couto Bonnet, abordou o tema “Os inventores”, tratando do projeto e desenvolvimento dos aviões, destacando a história do desenvolvimento tecnológico e enfatizando as pessoas que alavancaram a tecnologia aeronáutica e chamando a atenção para as “invenções”, principalmente na manutenção que aumentam os riscos de acidentes. Por fim, o coordenador do Curso de Mestrado em Segurança do Voo do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), professor Donizeti de Andrade, explanou sobre a “A evolução da Aviação no século XX”, detalhando os acontecimentos históricos que marcaram a evolução da tecnologia aeronáutica.

O Chefe do SERIPA I, Tenente-Coronel Aviador Maurício Teixeira Leite, explica que “a investigação de acidentes aeronáuticos no âmbito do Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SIPAER) é o processo realizado com o propósito de prevenir novos acidentes pela análise de informações e a identificação dos fatores contribuintes, gerando a formulação de recomendações que aumentem a segurança de voo, não abarcando o processo de punição dos envolvidos”.

O evento teve como público-alvo aviadores, tripulantes, mecânicos, proprietários de empresas aéreas e autoridades aeronáuticas.

Fonte: Agência Força Aérea – SERIPA I/ I COMAR.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

2 + 10 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários