Helicópteros são utilizados no resgate de vítimas de queda de ônibus na Avenida Brasil, no RJ

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Um acidente com um ônibus provocou a morte de sete pessoas, no Rio de Janeiro, e interrompeu o trânsito na Avenida Brasil, uma das principais vias expressas da cidade.

O ônibus caiu com o teto virado para baixo. Sete pessoas morreram no local. Onze feridos foram levados para cinco hospitais da região. Helicópteros da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros transportaram os casos mais graves.

onibus-ilha08

“É uma situação crítica que requer certo cuidado, em especial, com as vítimas que estavam com vida”, explica o coronel Márcio Magalhães, do Corpo de Bombeiros.

O ônibus, que pertence à empresa Paranapuã, fazia a linha 328, que liga o bairro do Bananal, na Ilha do Governador, ao Centro do Rio. O acidente foi por volta das 16h, no viaduto que dá acesso à Avenida Brasil.

Uma senhora, de 59 anos, passou mal ao ver a queda do ônibus. Com problemas respiratórios, teve que ser internada de emergência.

De acordo com a Secretaria de Transportes do Rio, o ônibus, que é de 2007, estava com a vistoria em dia. O acidente foi exatamente na hora que o ônibus faz uma curva. O ônibus saiu com tanta violência que ultrapassou a calçada, que tem mais ou menos 30 centímetros, rompeu a grade de ferro de proteção aos pedestres e caiu de uma altura de dez metros.

onibus-ilha07

Nilson Martins era passageiro do ônibus e desceu um ponto antes do acidente. Ele afirma que um dos passageiros discutiu com o motorista, o que segundo ele, pode ter desviado a atenção do condutor. “O rapaz pulou a roleta e começou a discutir com o motorista. O motorista falou: ‘pula a roleta de volta’. O rapaz falou: ‘não vou pular, abre a porta da frente’. O motorista não abriu a porta da frente e eu desci. Escutei só o barulho do ônibus”, lembra Nilson.

O acidente interrompeu o trânsito, na Avenida Brasil, a principal ligação entre o Centro e a Zona Oeste do Rio. Houve um grande engarrafamento. Quase três horas depois da queda, o ônibus foi retirado do local.

A perícia vai analisar imagens da câmera de segurança que ficava dentro do ônibus. O equipamento foi entregue ao delegado que vai cuidar da investigação.

O motorista do ônibus teve traumatismo craniano e fraturou a perna. O estado de saúde dele é considerado estável.

Fonte: Jornal Nacional – Globo.

Fotos: Jornal do Brasil.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários