- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Paraná – Segundo a Confederação Nacional do Transporte (CNT), em 2020 os acidentes nas rodovias federais brasileiras tiveram uma queda de 5,9% (63.447) em relação a 2019 (67.427). O número de mortes no ano passado, por sua vez, foi de 5.287, uma redução de 0,8% na comparação com 2019 (5.332), indicando que, embora tenha havido menos acidentes, eles foram mais letais.

Mais um triste exemplo do que acontece nas rodovias brasileiras foi registrado na tarde de sexta-feira (26), onde equipes de resgate do SAMU e do Corpo de Bombeiros foram acionadas para três atendimentos na rodovia BR-376. Foram três acidentes de trânsito ocorridos no mesmo trecho da rodovia, em intervalos de aproximadamente duas horas entre eles e distantes 20 quilômetros do primeiro e do terceiro acidente.

Três acidentes na BR-376 com múltiplas vítimas mobilizam equipes de resgate na região de Maringá, PR.

Nos acidentes, dez pessoas ficaram feridas e duas faleceram. No primeiro deles, três veículos colidiram no contorno de acesso a Marialva, no km 192 da rodovia BR-376. De acordo com o SAMU um dos veículos seguia no sentido Marialva a Maringá, quando cruzou a pista contrária, capotou e atingiu outros dois veículos.

Em um dos carros atingidos, havia um homem de 39 anos que ficou preso às ferragens. Ele foi resgatado pela equipe aeromédica do helicóptero do SAMU e por bombeiros. No segundo veículo atingido, houve quatro vítimas, uma bebe de 20 dias, duas mulheres de 24 e 32 anos e um homem de 27 anos. Todos sofreram ferimentos leves.

No terceiro veículo, havia um homem de 26 anos e dois adolescentes de 15 e 16 anos. As três vítimas sofreram ferimentos graves e foram encaminhadas ao Hospital Universitário, Bom Samaritano, Santa Casa e Hospital Metropolitano de Sarandi.

O segundo acidente envolveu um automóvel e um caminhão. Uma vítima sofreu parada cardiorrespiratória traumática e apesar dos esforços da equipe aeromédica do SAMU, a vítima não resistiu aos ferimentos e faleceu. O terceiro acidente foi um capotamento. A vítima foi ejetada do veículo e também faleceu no local. Segundo informações do SAMU, ela estava sem o cinto de segurança.

Três acidentes na BR-376 com múltiplas vítimas mobilizam equipes de resgate na região de Maringá, PR

Acidentes em números

Os dados dos acidentes acorridos em rodovias federais constam do Painel CNT de Consultas Dinâmicas de Acidentes Rodoviários e é possível realizar pesquisas interativas sobre números gerais e, também, filtrar e cruzar informações com as ocorrências entre 2007 e 2020.

A rodovia com o maior número de acidentes, ao longo do ano passado, foi a BR-101, onde foram contabilizadas 8.715 ocorrências. Em relação ao número de mortes, a BR-116 pode ser considerada a rodovia que mais mata. Somente em 2020, foram 690 vidas perdidas nessa via. O custo estimado de todos os acidentes em rodovias federais foi de R$ 10,22 bilhões.

Confira alguns dados do Painel CNT de Acidentes Rodoviários:

  • Brasil registrou 14 mortes nas rodovias federais a cada dia em 2020;
  • O tipo mais frequente de acidentes com vítimas é a colisão;
  • 54,8 % das mortes ocorreram aos finais de semana – sexta-feira (14,6%), sábado (17,8) e domingo (22,4%);
  • 81,8% dos mortos em acidentes são do sexo masculino;
  • Foram 81 acidentes com vítimas a cada 100 km de rodovia federal no Brasil em 2020;
  • BR-116 e BR-101 são as que mais matam no Brasil;
  • Sudeste e Sul concentram os maiores índices de acidentes com vítimas;
  • Rodovias do Nordeste são as que mais matam no Brasil;
  • Minas Gerais é campeã em número de mortes e de acidentes nas rodovias federais;
  • Distrito Federal registra cinco vezes mais acidentes por 100 km do que a média nacional;
  • Maranhão, Tocantins, Bahia, Piauí e Alagoas registram os acidentes mais graves;
  • Rodovias do Paraná concentram mais mortes de ciclistas, e
  • Nordeste é a região com maior número de mortes de motociclistas.
- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários